Sexta, 24 Novembro 2017

Policlínica de Juatuba para de novo por atraso de pagamento dos médicos

Publicado em Geral Segunda, 16 Novembro 2015 16:00
Avalie este item
(0 votos)

A semana foi de tensão entre os médicos que atuam na Policlínica de Juatuba e a administração municipal, situação que já se repete desde o início do ano.  Devido ao atraso para o pagamento, os clínicos contratados para atuar na unidade iniciaram uma paralisação na madrugada de quarta-feira, 11, e passaram a atender somente os casos extremos de urgência e emergência, conforme confidenciou um profissional, apenas em situações de vida ou morte.

A reportagem conversou com dois médicos, que salientaram a indignação da categoria com o fato de a Prefeitura não cumprir o prazo para depósito dos vencimentos. Os contratados pela Instituição de Cooperação de Saúde do Médio Paraopeba –i.Cismep – para a qual o governo terceiriza a gestão do serviço. Eles deveriam ter recebido em 25 de outubro os salários de setembro, mas mediante acordo, mais uma vez, aceitaram esperar até terça-feira, 10, quando, sem qualquer previsão de acerto até à noite, resolveram cruzar os braços. 

O JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME acompanhou o caso desde o início da manifestação e entrou em contato também o secretário de Saúde, Alaécio da Luz. “Demorou por questões burocráticas, visto que precisávamos aprovar um crédito especial na Câmara, o que foi feito. Já depositei o dinheiro. A perspectiva é de que até o fim da tarde a empresa repasse para os médicos e assim a situação estará resolvida. Com a suplementação de R$ 1,6 milhão para a pasta conseguiremos normalizar tudo até dezembro e para 2016 o Orçamento já vai contemplar de forma mais efetiva a área”, garantiu o gestor, na tarde de quinta-feira, 12. Procurados, clínicos confirmaram que já estavam cientes e na expectativa dos pagamentos para encerrar a paralisação. 

 

Lido 785 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE