Terça, 21 Novembro 2017

Ministério Público desmonta esquema de falsificação de calçados e sonegação em Nova Serrana

Publicado em Policial Segunda, 13 Novembro 2017 07:48
Avalie este item
(0 votos)

O Ministério Público de Minas Gerais – MPMG – deflagrou na manhã desta terça-feira, 07, operação para desarticular esquema de contrafação de calçados (falsificação de produtos de modo a iludir a autenticidade) e de sonegação fiscal praticadas por empresas estabelecidas em Nova Serrana e Divinópolis. O trabalho foi desenvolvido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco -, com suporte do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Ordem Econômica e Tributária – Caoet - e a 3ª Promotoria de Justiça de Nova Serrana, em conjunto com a Secretaria de Estado de Fazenda e a Polícia Militar. 

A estimativa é de que as práticas ilícitas tenham causado prejuízo milionário tanto a particulares, em razão da adulteração das marcas, quanto ao Estado, em razão da falta de recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS. O montante será calculado a partir da análise do material arrecadado nas buscas e apreensões. Foram cumpridos 16 mandados. 

De acordo com as investigações, as empresas foram constituídas sob a forma de representação comercial para escapar da fiscalização estadual, mas atuavam irregularmente no mercado promovendo a venda direta de itens contrafeitos e também de originais, mas sem a emissão de documentos fiscais. A suspeita é ainda de lavagem de dinheiro, valendo-se as investigadas, como forma de ocultar o verdadeiro faturamento, de máquinas de cartões de crédito e débito, registradas em nome de terceiros. Três promotores de Justiça, 38 auditores fiscais e 70 policiais militares participaram da operação, batizada de “Pés no Chão”. 

Lido 47 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE