Quinta, 17 Agosto 2017

Valéria avalia primeiros meses do segundo mandato e mostra otimismo

Publicado em Política Segunda, 24 Abril 2017 11:27
Avalie este item
(0 votos)

Juatuba completa 25 anos de emancipação político-administrativa no próximo dia 27. E foi em meio ao clima de comemorações pelo “Jubileu de Prata” da cidade, a prefeita Valéria Aparecida dos Santos concedeu entrevista a este semanário na terça-feira, 18. Durante a conversa com a reportagem, a chefe do Executivo, falou sobre as ações desenvolvidas no primeiro trimestre do segundo mandato. O período, segundo ela, tem sido proveitoso, diante das reformulações feitas no sentido de colocar as contas em ordem. Valéria também considera que o município vive um momento diferente, principalmente no que tange às obras previstas para todas as regiões, algumas delas já iniciadas. 

A prefeita citou a regularização dos vencimentos dos servidores como uma das conquistas da nova gestão. “Eu acho que esses 100 dias pra mim foram muito positivos. Estamos conseguindo fazer um bom trabalho, agora estou em um mandato meu, fui eleita. E logo de início conseguimos bons resultados, como o pagamento dos servidores e fornecedores em dia”, falou Valéria, que assumiu a Prefeitura em 2014, após a morte de Pedro Magesty, de quem era vice. 

Sobre as ações de maior importância, ela destacou as medidas implementadas na área da Saúde e que na visão da chefe do Executivo, melhorou muito a vida dos pacientes juatubenses. “Trouxemos a Oftalmologia para o município, o que nunca teve. Tínhamos que mandar os usuários da rede pública para cidades como Betim, Belo Horizonte e Pirapora. Hoje garantimos o atendimento em Juatuba e com isso diminuímos a demanda reprimida que era muito alta. Instalamos também a sala de pequenas cirurgias, porque as pessoas precisavam se deslocar por procedimentos simples, o que dificultava muito e gerava gastos”, comentou. 

Um dos pontos altos do começo da nova gestão, segundo a prefeita, foi a reforma, que garantiu a redução de 20% dos cargos comissionados. Os processos seletivos passaram a ser adotados com mais frequência para ocupação de vagas na estrutura organizacional em vários setores, caso do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – Nasf.  Valéria acredita que tais medidas não foram possíveis antes pelas condições em que assumiu a administração municipal. Agora, diz ela, o Município está retomando o  equilíbrio financeiro e a tranquilidade. “Passamos por situações difíceis com a queda da receita caindo e a crise. Dispensei servidores pra conseguir fechar as contas, e consegui passar o mandato tranqüilo, não deixei restos a pagar, porque muitos prefeitos em fim de mandato cancelam empenhos, notas fiscais,  para parecer que está tudo bem. Não foi o que fizemos”, garantiu. 

Com relação às dificuldades, a chefe do Executivo analisa que foram enfrentadas e solucionadas da melhor forma. “Uma das questões foi a necessidade de dar um aumento aos servidores. Conseguimos fazer isso com acréscimo de 10% em duas parcelas, uma agora e outra em setembro. Isso  foi graças ao corte de gastos, à economia. Ainda enfrento desafios para a incorporação das progressões, que será feita em duas vezes, conforme acordo com o sindicato. Pagaremos uma em maio e uma em junho. Com isso meu índice já vai ficar quase no limite, mas atenderemos ao funcionalismo, que é muito importante para o nosso trabalho”, esclareceu.

“Eu creio que nos próximos meses teremos melhorias significativas. Foi criada uma Secretaria de Planejamento e Coordenação em substituição à Indústria e Comércio, que não estava sendo muito útil. E já temos bons resultados, como o aumento da arrecadação. Os fiscais estão trabalhando, eles têm incentivo para isso, então, a previsão é de um cenário bastante positivo a partir de maio ou junho”, completou a prefeita, otimista em relação ao futuro da cidade. 

Mutirão da limpeza e iluminação pública

A chefe do Executivo de Juatuba explicou que uma das propostas da administração é trabalhar em conjunto com a população. Segundo ela, um reflexo disso foi o programa “Cidade Limpa”, que contribuiu para a redução das contaminações pelo Aedes aegypti neste ano. “Fizemos o mutirão da limpeza, com resultado muito positivo. Em 2016 tivemos 300 casos de dengue. Em 2017, até agora, contabilizamos dez. Estamos fazendo uma mobilização mesmo e explicando que as pessoas precisam contribuir, não colocando entulho nas ruas, calçadas e quintais. E já ganhamos muito”, comentou Valéria. Ela contou que para a conscientização são usadas faixas afixadas nos bairros. Além disso, foi ampliado o recolhimento de materiais armazenados nas casas e intensificados os serviços de capina.  

O próximo foco do governo é a iluminação pública, uma das demandas mais citadas em todas as regiões. Um levantamento está sendo elaborado para a execução das ações emergenciais, com uma listagem das lâmpadas queimadas. A perspectiva é de que todas sejam trocadas em maio. As solicitações podem ser feitas à Prefeitura por telefone.

Pavimentação e estradas

Sobre as principais obras iniciadas, Valéria citou, com orgulho, o asfaltamento de três quilômetros do bairro Veredas, autorizado ainda no dia da posse. A intervenção facilita a ligação entre a BR-262 e MG-050. Essa já era uma reivindicação antiga dos moradores e vai contribuir para valorização da região, além de melhoria na qualidade de vida. Os trabalhos já estão chegando à fase de conclusão. Foi intensificada a Operação Tapa-Buracos nos bairros Satélite, Vila Maria Regina, Francelinos e Samambaia. No caso de Francelinos, estão previstas ainda obras na avenida Santos Dumont, que serão custeadas com recursos devolvidos pela Câmara.

Há duas semanas, a prefeita foi à Brasília buscar melhorias para as rodovias que cortam o município. “Estivemos em reunião no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Reivindicamos uma trincheira em frente à Tiberina, para acesso à empresa, que hoje não consegue colocar uma carreta pra fazer a distribuição da produção. A medida também contribuirá para a redução de acidentes, porque diminuirá a “Curva das Galinhas”. Teremos resposta em até 40 dias”, explicou. Outra cobrança feita na capital federal foi pela construção de passarelas para pedestres no São Jerônimo e Samambaia.

Novos projetos

Valéria se mostrou preocupada em especial com a saúde da mulher. “Ainda está em fase de estudos, mas pretendemos montar um espaço que é a Clinica de Especialidades Médicas para elas, ainda este ano. Estamos verificando a viabilidade do mamógrafo, vamos contratar ginecologistas e uma mastologista, um sonho antigo que eu tenho”, adiantou ela, animada. 

Há ainda obras previstas para o São Jerônimo. A Prefeitura avalia possíveis opções para a transformação de um galpão do bairro em creche ou posto de saúde. Moradores foram convidados a ajudar na decisão, por meio de uma pesquisa. Para o Satélite, o compromisso é com uma creche, com início das obras previsto para o fim deste ano ou meados de 2018. 

Pista de caminhada

A pista de caminhada às margens da MG-050 passa por revitalização. O local é muito utilizado pela população, mas foi construído em terreno irregular, o que dificultava a prática de atividades físicas. O espaço está sendo refeito e nas imediações será instalada uma academia ao ar livre. A expectativa é de que a obra seja concluída em até 15 dias.

Denúncias eleitorais

Logo após as eleições, a polêmica tomou conta do cenário político de Juatuba. Foram feitas denúncias que apontam irregularidade na campanha da chapa formada por Valéria Aparecida dos Santos e Alcides Osório da Silva, o Cidinho. Entre as acusações, captação ilícita de sufrágio, o que significa compra de votos, abuso de poder econômico e pesquisa fraudulenta. A prefeita foi chamada pela Justiça Eleitoral para prestar esclarecimentos, sob o risco de ter o mandato cassado. Ainda há processos em trâmite.  

Ela se mostra confiante em relação ao resultado dos inquéritos. “Eu estou muito tranquila e fui à Promotoria, para umas duas audiências. Eu não devo nada, inclusive essas denúncias foram apuradas e arquivadas, porque não há nada de verdade. Não vou falar que foi oposição, porque meu perfil não é esse. Eu fiz uma campanha limpa, sem falar mal dos adversários, e por isso fico tranquila. Existem processos nas mãos do juiz, que vai dar o parecer dele”, afirmou. 

Aniversário da cidade

No próximo dia 27, Juatuba completa 25 anos, mas a administração optou por não realizar festa. Diante das dificuldades enfrentadas nos últimos meses e do investimento em obras emergenciais no início deste mandato, a prefeita julgou serem imprudentes gastos com um grande evento, mesmo, conforme a declaração dela, que a data seja significativa e mereça comemorações. A intenção é fazer o planejamento e equilibrar as contas agora e, em 2018, celebrar o aniversário, com grandes atrações para a população.

Lido 465 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE