Quarta, 25 Abril 2018

Juatuba fecha ano com dinheiro em caixa e projetos para execução a partir de 2018

Publicado em Política Segunda, 11 Dezembro 2017 07:38
Avalie este item
(0 votos)

Em entrevista ao JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME, a prefeita Valéria Aparecida dos Santos fez um balanço do primeiro ano deste mandato. A chefe do Executivo falou sobre as obras e projetos executados em 11 meses de governo, os desafios e conquistas da administração, além de apresentar os prognósticos para 2018. 

De acordo com os dados apresentados, o Município termina 2017 em situação relativamente favorável. Grande parte das prefeituras de Minas Gerais, cerca de 70%, enfrentam dificuldades para pagar em dia o funcionalismo e os servidores do Estado, com salários atrasados, não sabem quando receberão o 13º Salário. Juatuba encerra com as contas controladas e dinheiro em caixa para garantir a gratificação natalina a todos os funcionários. 

 “Conseguimos executar várias obras e continuamos trabalhando. Os pagamentos estão em dia, inclusive de fornecedores e prestadores de serviços. Isso é resultado das medidas de economia adotadas e do planejamento”, comentou Valéria.  A prefeita ressaltou que o governo conseguiu atender reivindicações antigas da população, como as intervenções para melhorias na infraestrutura dos bairros Veredas, Santo Antônio, Samambaia, Satélite. Ela ressaltou ainda os projetos em andamento.  

“No Veredas serão entregues 3,30 Km de asfalto. Estamos licitando a drenagem, que teve que ser feita separadamente. Esperamos concluir até o início do próximo ano. Também iniciamos um 1,5 km de pavimentação na avenida Santos Dumont, no Santo Antônio, com recursos oriundos da devolução do duodécimo pela Câmara e outra parte da Prefeitura. Há uma obra na avenida Brasil em Francelinos, que o pessoal estava esperando há algum tempo e agora vamos entregar. No Samambaia, resolvemos a questão de um bueiro, que causava muitos transtornos para a comunidade. Quando chovia não tinha passagem. Drenamos e fizemos uma contenção. Construímos até uma pracinha lá. Ficou muito bom o serviço”, comemorou.  

Valéria disse ainda que deve concluir a praça do bairro Satélite, construída com recursos de emenda parlamentar do deputado Diego Andrade, até o fim de 2017. A chefe do Executivo contou também que apresentou em Brasília uma das principais demandas dos moradores do São Jerônimo. 

“A passarela é cobrada desde 2013 e agora, parece que vai sair. É uma travessia que liga a Ambev ao bairro, que é ilhado; os moradores têm que pular muretas na duplicação para poderem ir até o Centro. Também vai proporcionar um acesso melhor ao local onde será construído um posto de saúde”, afirmou.

Nova unidade de saúde e aparelho de ultrassom

Valéria disse ao JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME que já foi iniciado projeto para instalação de uma unidade de saúde no bairro São Jerônimo. “Aproveitaremos um galpão, que está ocioso. Eu queria entregar ainda este ano, mas não foi possível licitar porque tivemos precisávamos de aprovação do Estado”, informou. 

A prefeita contou que o Município acabou de ganhar um aparelho de ultrassom. Entre os planos, a implantação de um centro de especialidades médicas para as mulheres. “É meu sonho. E, até o fim do mandato, conseguiremos realizar. A chegada desse equipamento é o primeiro passo”, garantiu. 

Ampliação da 

redesocioassistencial 

De acordo com Valéria, a Prefeitura cadastrou proposta de instalação de um Centro de Referência Especializado de Assistência Social – Creas, no imóvel que abriga hoje a sede da pasta responsável por esse serviço. 

“Está dependendo de documentação, porque o terreno foi adquirido em outra administração, o antigo dono faleceu e a filha não quis regularizar a situação. Precisamos recorrer à Justiça e com isso, pode demorar um pouco. Vamos mudar a secretaria. Esse espaço foi escolhido para o Creas porque tem academia e uma piscina, que construí durante o meu mandato e que pretendo tornar aquecida e coberta”, anunciou. 

Para a prefeita, alguns programas precisam ser melhorados e ampliados, como por exemplo, o de distribuição de cestas básicas. “Há muitas pessoas que precisam. Há muito a ser feito”, concluiu. 

Investimentos para Educação

A Secretaria de Educação de Juatuba solicitou à União, por meio do Plano de Ações Articuladas, o PAR, recursos para a construção de uma escola. De acordo com o gestor da pasta, Islander Saliba Santos, a proposta é de que o imóvel seja edificado de acordo com o modelo padrão do governo federal. Em contrapartida, o Município tem que realizar a terraplanagem do terreno.  

“Queremos começar essa etapa já no início do ano e deixar tudo pronto. A área fica ao lado da loja de uma grande rede de supermercados. Esperamos que a verba seja liberada rápido”, comentou Islander. O imóvel, conforme publicado pelo JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME, na edição passada, vai abrigar os alunos da Escola Elza Saraiva de Oliveira. O prédio antigo continua interditado e ainda não há definição da Justiça sobre o destino do mesmo. 

Ainda de acordo com o secretário, há expectativa de conclusão da instituição de ensino do Boa Vista no primeiro semestre de 2018. “Dependemos dos repasses da União. A obra demorou porque ficamos praticamente um ano sem receber o montante destinado a ela. Agora falta o acabamento. Se não houver mais atrasos do governo federal, entregaremos a unidade educacional em fevereiro ou março”, falou. 

Novos uniformes 

Em fevereiro de 2018, todos os alunos da educação infantil e do ensino fundamental I e II da rede municipal de Juatuba receberão novos uniformes.

Lido 266 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE