Sexta, 24 Novembro 2017

A Secretaria de Estado de Esportes – SEESP - divulgou, na terça-feira, 03, no Diário Oficial de Minas Gerais, as listas atualizadas com os selecionados para o Programa Minas Esportiva Bolsa Atleta 2017, após a etapa de análise documental dos convocados na primeira chamada. Entre os contemplados está o lutador de Taekwondo Ícaro Miguel Martins Soares, de Juatuba.  

Ícaro conseguiu classificação na categoria nacional para receber o incentivo. O benefício é destinado aos que já conquistaram uma das três primeiras colocações nas competições em âmbito federal, ou estiverem no ranking indicado em conjunto com a SEESP, pela entidade de administração do desporto. 

O Bolsa Atleta tem como finalidade apoiar financeiramente desportistas com bons históricos de resultados. Os recursos são destinados, preferencialmente, para cobrir gastos pessoais com inscrições e passagens; hospedagens e alimentação durante campeonatos; transporte urbano; e aquisição de materiais e equipamentos esportivos para o treinamento do beneficiário.

 

Incentivo

 

O programa visa garantir a manutenção da carreira dos atletas de alto rendimento, a partir de condições para que se dediquem ao treinamento. A proposta é viabilizar a participação em competições, de forma a manter e renovar periodicamente gerações de desportistas, com potencial para representar o Minas Gerais nas principais disputas nacionais e internacionais.

 

A Expocientec, uma das maiores feiras de Ciências e Tecnologia da América Latina, realizada em setembro, na cidade de Encarnación, no Paraguai, premiou alunos da Escola Estadual Professor Carlos Lúcio de Assis, de Betim. Mais de 100 expositores da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México participaram. A premiação contou com a presença do presidente do Paraguai, Horacio Cartes.

Os estudantes Gabriela Ester de Oliveira Reis, Raiane Cristine da Silva Costa e Vítor Vieira Fernandes receberam o primeiro lugar na categoria de Ciências Básicas, pelo projeto Composto Bioativo Tirosol. A pesquisa está sendo desenvolvida desde 2015 e tem o objetivo de fazer a extração do Tirosol da folha e do fruto da Oliveira. A finalidade é concentrá-lo em cápsulas, em forma de fitoterápico, para prevenir doenças como câncer, Alzheimer, Mal de Parkinson e doenças cardiovasculares.

O trabalho foi destaque em Ciências Biológicas na Feira Mineira de Iniciação Científica – Femic -, em agosto deste ano, em Mateus Leme, onde foi credenciado e indicado pelo movimento pedagógico para representar Minas Gerais no Paraguai. Com a premiação, o projeto também garantiu vaga na Feira Internacional de Educação, Ciência e Tecnologia – Cientec -, prevista para   2018, em Lima, no Peru.

 

Femic

 

A Feira Mineira de Iniciação Científica – Femic - é uma iniciativa independente de professores e pesquisadores de Mateus Leme, organizada pela Associação Mineira de Iniciação Científica – Ampic – e a Universidade do Estado de Minas Gerais – Uemg. A mostra contou com apoio da Prefeitura, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq -, e Pró- Reitoria de Extensão Uemg. O objetivo é despertar vocações e identificar jovens talentosos que possam ser estimulados a seguirem carreira.

Decreto publicado no Jornal Oficial do Município de Juatuba, nesta terça-feira, 03, diminuiu o percentual de reajuste concedido pela prefeita Valéria Aparecida dos Santos à concessionária do transporte público, em dezembro, para aplicação a partir do início deste ano. O ato estabeleceu como base para a majoração da tarifa o índice de 11,25%,  determinação que começou a valer na madrugada de quarta-feira, 04. Com a medida, adotada em cumprimento à decisão da Justiça, o preço da passagem de ônibus em Juatuba caiu de R$ 3,25 para R$ 2,89. 

A Prefeitura foi notificada na semana passada e tinha dez dias para cumprimento da sentença, sob pena de multa diária de R$ 1 mil em caso de desobediência. Em agosto de 2015, a tarifa custava R$ 2,60 e passou para R$ 3,25 em 1º de janeiro de 2017, um aumento de 25% em menos de 17 meses. O valor atual foi apontado pela Justiça com base na inflação do período. 

A administração de Juatuba não descartou a possibilidade de realizar uma auditoria no preço da passagem. E de acordo com informações obtidas pela reportagem, já estão sendo elaborados os termos de referência para licitação por meio da qual será contratada a empresa responsável por esse trabalho. 

A sentença que baixou a tarifa do transporte coletivo foi resultado de uma Ação Civil Pública ajuizada pela Promotoria, a partir de processo que teve como embasamento as análises dos critérios adotados para autorização do aumento, a realização de estudos prévios pelo Município sobre os custos do serviço e melhorias significativas para justificar a majoração. O promotor Almir Guimarães apontou o reajuste como injustificável. 

 

O Executivo de Juatuba oficializou a destinação de terreno ao governo de Minas Gerais para a instalação de escola no distrito de Francelinos. O lote direcionado à instituição de ensino fica entre as ruas Moacir Alves e Virgínia Maria, no bairro Santo Antônio. A medida atende reivindicação antiga da comunidade e vai beneficiar um grande número de crianças e adolescentes.

O termo de cessão foi aprovado no fim de agosto e já publicado, tem vigência de 35 anos a partir da data de 2017. A unidade educacional oferecerá do sexto ao nono ano do ensino fundamental e também o ensino médio. A expectativa é de além de ajudar a desafogar a demanda de vagas para a Escola Estadual Joaquim Corrêa, o empreendimento também contribua com a redução dos gastos do Município com o transporte escolar.

Conforme ofício da Superintendência de Estado da Educação, a Escola Estadual do Distrito de Francelinos será erguida pelo governo de Minas Gerais, por meio uma Parceria Público Privada - PPP. No entanto, não há previsão para o início das obras.

 

Dados divulgados pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa -, nesta semana, apontam alta nos reservatórios do Sistema Paraopeba, que engloba Rio Manso, Serra Azul e Vargem das Flores, responsáveis pelo abastecimento das cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH -, entre as quais, Juatuba e Mateus Leme. O volume de água armazenado desde domingo, 1º, até a data de fechamento desta edição, na quinta-feira, 05, aumentou mais de 750 mil metros cúbicos, elevando a vazão do rio Paraopeba 5m³/ para 7m³/s e a do Rio das Velhas de 9m³/s para 13 m³/s. Depois de uma estiagem de 100dias, as recentes chuvas colaboraram para esse quadro. O nível do Sistema Paraopeba atingiu 48,3%. Rio Manso opera com volume de 66,3%, enquanto o Vargem das Flores tem 39,2% da capacidade. No caso do Serra Azul, a situação ainda é crítica, visto que o volume permanece em 21,6%. A Copasa afirma que o abastecimento está garantido para mais dez meses.

 

As possíveis irregularidades praticadas pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa – na prestação dos serviços à população de Mateus Leme serão alvo de uma Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI. O Legislativo iniciou nesta semana as providências com o propósito de apurar abusos cometidos pela estatal na cidade. Com o consenso dos vereadores em relação à medida, confirmado na última reunião ordinária, um requerimento está em fase de elaboração pelo setor Jurídico e deverá ser protocolizado na Casa em poucos dias. 

A principal motivação para o pedido de CPI, sob a liderança do presidente da mesa diretora, Cristiano de Oliveira, foi o grande número de reclamações feitas contra a Copasa. Um dos fatores que pesaram, o preço cobrado pela água e agora, a taxa de esgoto, fixada, a partir de agosto, em 90% do valor referente ao consumo mensal dos recursos hídricos, sem a cobertura de 100% do tratamento dos efluentes. “Quando foi renovada a concessão, a empresa herdou um sistema de captação feito pela Prefeitura, custeado com dinheiro público e começou a cobrar uma tarifa de 40% sem investir nem um real”, comentou Cristiano Oliveira. 

Ainda de acordo com o parlamentar, a maior causa da revolta atualmente é o fato de a estatal, apesar da cobrança pela coleta, continuar despejando os dejetos nos ribeirões. “A Estação de Tratamento de Esgoto começou a funcionar no meio deste ano, mas contempla somente o bairro Central. Nas demais regiões, tudo continua do mesmo jeito. E a taxa, que estava em 60%, aumentou para 90%. Qual é o embasamento para isso? E os córregos continuam a receber a poluição, enquanto pouquíssimas extensões de redes coletoras e de fornecimento de água foram construídas”, explicou. 

Segundo o presidente da Câmara, a manutenção também deixa a desejar e quando é feita, a Copasa ainda desrespeita a legislação municipal e demora a consertar os danos causados nas vias públicas para a execução dos serviços, situação que pautou matéria publicada recentemente por este veículo de comunicação. O vereador afirmou que falta transparência nos processos. “A água que abastece o Sistema Serra Azul é oriunda de Mateus Leme. A concessionária não paga nada pelos recursos, que vende a preço de ouro. Além disso, não protege as nascentes, não incentiva os donos de terras nas regiões onde estão a fazer isso. Sem contar a quantidade de vezes em que o abastecimento é suspenso”, resumiu o vereador. 

 

Apurações pelo Ministério Público

 

A Copasa já é alvo de investigação também pelo Ministério Público. Na semana passada, o promotor Almir Guimarães informou à Câmara de Mateus Leme a abertura de procedimento preparatório para averiguar as denúncias contra a estatal.  A apuração tem como base a elevação da taxa de esgoto de 63,4% para 90%.  A medida foi tomada após o Legislativo pedir esclarecimentos sobre alguns fatos, principalmente a  cobertura do serviço de tratamento dos efluentes. 

 

A manhã de domingo, 1º de outubro, foi marcada em Francelinos pela I Caminhada Franciscana Ecológica. A mobilização, organizada pela comunidade de São Francisco de Assis, do Eldorado, teve como tema principal a defesa da água e da vida. Os militantes saíram pelas ruas do bairro com cartazes, músicas, reflexões e orações, chamando a atenção para a importância de cuidar da natureza, num resgate da proposta da Campanha da Fraternidade de 2017. 

A passeata também lembrou a Semana Nacional da Vida e o Dia do Nascituro, que é celebrado amanhã, 08. A iniciativa contou com apoio e participação da Pastoral Familiar, da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, da Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa – e envolveu toda a comunidade local. 

 

Em parceria com a administração, o Serviço Social da Indústria – Sesi, vai promover em Mateus Leme o Cozinha Brasil. A expectativa é de que sejam beneficiadas 60 pessoas, no período de 09 a 11 de outubro. As aulas, das 08h30 às 11h30, serão no galpão da Prefeitura, no bairro Nossa Senhora do Rosário. A idade mínima para participar é 16 anos e as inscrições devem ser feitas na agência do Sistema Nacional do Emprego – Sine -, que fica na rua Dalila Alves da Cunha, atrás da Pracinha da Criança. O interessado precisa apresentar comprovante de endereço, carteira de identidade e CPF. 

O Cozinha Brasil é uma iniciativa do Sesi, com marca consolidada em todo o país na melhoria da qualidade de vida a partir da alimentação saudável. Criado em 2004, o programa consiste em cursos que ensinam o preparo de alimentos saborosos e nutritivos a baixo custo, sem desperdícios, em consonância com as diferenças regionais e estações. 

 

No próximo dia 18, a partir das 09h40, Juatuba recebe o pesquisador e escritor Jacques Fux. Convidado especial do projeto Biblioteca em Movimento, ele vai ministrar palestra sobre o tema “Literatura e Ciência: E Outros Enigmas das Palavras”.  

Nascido em Belo Horizonte, em 1977, Jacques Fux é graduado em Matemática e mestre em Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais; doutor e pós-doutor em Literatura, pela UFMG, por Lille 3, na França, e Unicamp, além de contabilizar experiências na área de pesquisas em Harvard e vários prêmios de abrangência nacional. 

O encontro tem à frente a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. Mais informações na Fundação Dona Preta, que fica na rua José Monteiro, 200, no bairro Varginha, ou pelo telefone 3535-8199.  

 

A fotografia se tornou tão importante na vida de todos por permitir que momentos, pessoas, lugares, sorrisos e também objetos sejam eternizados. Por meio dessa arte, as novas gerações conhecem a história das famílias e de períodos importantes da sociedade. Além disso, as pessoas também podem relembrar ocasiões que marcaram de alguma forma. 

Para que uma foto se perpetue, é preciso que ela seja feita com a técnica ideal,  e que o fotógrafo tenha um olhar diferenciado, prática e paciência, para conseguir captar o momento exato que deve ser registrado. O profissional tem a missão de compor a imagem para que a mesma provoque emoções nas pessoas. É com esse profissionalismo que a Zona Franca tem guardado momentos únicos da vida de inúmeras pessoas, nos últimos 25 anos, e também as noites memoráveis do Troféu Evidência, desde a primeira edição.

A empresa, fundada em Itaúna, é referência no mercado da fotografia em toda a região, e vai se reinventando sempre, para oferecer o melhor serviço. “Os nossos clientes visam eternizar desde a fase gestacional à foto com a família completa. A fotografia mexe com as pessoas por registrar os melhores momentos, a felicidade. Elas dizem que é a melhor maneira de evidenciar as lembranças”, explica a fotógrafa Cristina Santos.  

Além da qualidade no atendimento, a Zona Franca se diferencia pela agilidade na entrega dos produtos, visando sempre satisfazer a quem contrata a empresa. E com o avanço tecnológico, as pessoas passaram a ter ainda mais possibilidades de produtos gráficos para presentear quem tanto estimam. 

“O surgimento de novas tecnologias foi muito benéfico para a fotografia, porque culminou em mais agilidade dos serviços, principalmente no que diz respeito à era touch screen, que possibilita entrega rápida das fotos produzidas em estúdio e a revelação diferenciada”, comenta Cristina. 

Este ano, mais uma vez a Zona Franca estará presente na cerimônia de entrega do Troféu Evidência, registrando a solenidade, os homenageados,  convidados e parceiros, tão importantes para a organização do evento. A noite de premiação, com destaque para as personalidades e profissionais que contribuem também para o desenvolvimento de Juatuba e Mateus Leme, será em 21 de outubro, no Grande Teatro da Universidade de Itaúna. 

 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE