Terça, 21 Novembro 2017

À frente da recém-criada Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social de Juatuba, Alexandre Antônio Diniz Avelar já começou os trabalhos e estuda ações para o combate à criminalidade na cidade. O sargento Avelar (PPS), como é mais conhecido, foi o terceiro vereador mais bem votado nas eleições de 2016. Entretanto, se licenciou da cadeira no Legislativo, para aceitar o convite da prefeita Valéria Aparecida dos Santos (PMDB). O suplente da coligação PPS/PT/DEM/PC do B, Messias Leão, também pepeessista, tomou posse na semana passada. 

Avelar assumiu o cargo, oficialmente, em 1º de novembro, mas a nova secretaria ainda não tem sede. Apesar disso, o gestor disse, em entrevista ao JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME, que as atividades já estão “a todo vapor”. Durante a conversa, ele abordou alguns projetos e a forma como pretende atuar no novo posto. 

“Enquanto aguardamos a liberação do imóvel que vai abrigar a estrutura, estamos fazendo o planejamento. A ideia é unir esforços junto à Coordenadoria Anti-Drogas, para que possamos acompanhar pessoas em vulnerabilidade e em situação de rua, para encaminhamento aos serviços oferecidos no município. Queremos fortalecer a rede socioassistencial. E vamos trabalhar na prevenção ao uso de álcool e tabaco, inicialmente, e depois realizaremos um estudo sobre os produtos ilícitos, para ajudar principalmente aos adolescentes”, comentou.

De acordo com o sargento Avelar, serão firmadas parcerias também com a Polícia Militar. “Ficaremos com a parte preventiva, enquanto a corporação continua na repressão aos crimes. Não pretendemos interferir nessas questões. Mas, buscaremos meios para ampliar as condições da PM em Juatuba e, conseqüentemente, ajudar a aumentar o policiamento ostensivo”, disse.

Sobre a proposta de transformar os vigias da Prefeitura em guardas patrimoniais, Avelar afirmou que a medida, caso concretizada, abrirá possibilidades de progressão de carreira para esses servidores, com salários melhores. “Temos uma reunião agendada para 06 de dezembro. Então, analisaremos as vantagens e os custos para colocar esse projeto em prática”, explicou. 

 

Mudanças 

Para instituir a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social, a administração extinguiu a pasta de Assuntos Especiais, da qual era titular a sindicalista Calmelícia Antônia, nomeada para a Ouvidora. A escolha de Avelar para titular, de acordo com o Executivo, foi principalmente pela experiência que contabilizou na área, após anos como integrante da Polícia Militar de Minas Gerais – PMMG.

Conforme informações do governo municipal, além de propor e conduzir a política de defesa social em Juatuba, com ênfase na prevenção à violência e no combate às drogas, a partir do desenvolvimento de programas voltados à comunidade, a nova secretaria terá ainda a função de assessorar a prefeita e os demais gestores no planejamento e coordenação das ações, na articulação junto às instâncias estadual e federal, além da mobilização da sociedade civil organizada.

Também está prevista a efetivação do Núcleo de Inteligência e Tecnologia; além da vigilância dos logradouros públicos e o acompanhamento dos contratos de empresas prestadoras de serviços no segmento. A efetivação da pasta será ainda, segundo a administração, um mecanismo legal de captação de recursos na Defesa Civil e municipalização do trânsito, além da fiscalização e monitoramento do transporte coletivo. O órgão vai funcionar em imóvel anexo ao quartel da PM. A estrutura conta com três coordenadores de áreas.

 

O prefeito Júlio Fares se reuniu nesta terça-feira, 14, com representantes do governo do Estado e da concessionária MG-050. Na pauta, a viabilidade de alterações no trecho da rodovia que corta Mateus Leme. Servidores da Prefeitura também participaram da conversa, em que foi pontuada a necessidade de várias melhorias. Entre as solicitações do Executivo, a inversão de agulhas de acesso à estrada e às marginais; ligação da rua Escócia, no bairro Mangabeiras, com a entrada do condomínio rural Rancho Grande; instalação de passarelas ao lado do bairro de Lourdes, perto do antigo posto de combustíveis de Azurita, e em frente à Escola Municipal Hélen Jaqueline, também no distrito.

Júlio Fares pediu providências para que seja construída travessia de pedestres na altura do bairro João Paulo II. Também foi solicitada a revisão do sistema de captação pluvial na área central da cidade, principalmente na rua Joaquim Pio; e a readequação das calçadas na esquina entre as avenidas Padre Vilaça e José Surdo, com a criação de ângulo de passagem para veículos de grande porte. 

A Prefeitura de Mateus Leme promoveu a 1ª Conferência Municipal de Educação que colocou em pauta as ações necessárias para a construção de um sistema integrado em Minas Gerais, além da implementação dos planos de trabalho para o setor. O debate abrangeu os nove eixos temáticos para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas ao segmento, com foco, principalmente, na ampliação do acesso ao ensino. 

O secretário de Educação, Márcio Santiago, fez explanação sobre as metas já cumpridas e os projetos a serem viabilizados até 2020, discutidos, posteriormente pelos 28 membros de entidades representativas, assim como de escolas municipais, estaduais e particulares. Depois das deliberações sobre as propostas, foram eleitos os delegados que defenderão o município nas etapas seguintes.

Debate em Juatuba

A rede pública de Educação foi discutida durante encontro realizado em Juatuba, nesta semana, entre representantes dos pais e alunos, gestores escolares, secretários e representantes do conselho. O fórum também colocou em debate os eixos de atuação rede municipal, como fase preparatória para Conferência Estadual, marcada para março de 2018. Quatro delegados foram eleitos para a etapa territorial, em Ibirité, no dia 25 de novembro.

A Prefeitura de Juatuba realizou, nesta semana, processo seletivo para a contratação temporária de profissionais na Secretaria Municipal de Educação. O certame teve 2.278 inscritos, para 52 oportunidades, aproximadamente 43 concorrentes por vaga.  De acordo com o secretário de Administração, Vanderlei Lopes Barbosa, a possibilidade de uma colocação atraiu também pessoas de outras cidades, na opinião dele, por causa da remuneração oferecida. 

“Juatuba está entre os municípios de Minas Gerais com os melhores salários para os professores. Os vencimentos são de R$ 2.551,89, valor que não é pago nem na capital. Com isso, muitos profissionais de fora acabam interessados em vir para cá”, comentou o gestor. Ele explicou que os aprovados substituirão servidores afastados e terão contrato de 12 meses, que poderá ser estendido por igual período. 

“O critério de avaliação é o tempo de experiência. No caso daqueles que já estão completando dois anos contratados, não poderá ser feita renovação. O resultado será divulgado no dia 27 de novembro”, contou. 

Foram abertas vagas para docentes da educação básica; de Ciências, Língua Portuguesa, Matemática, História, Educação Física, Geografia, Artes, Informática, Administração e Empreendedorismo. Também serão selecionados  pedagogos, agentes de serviço escolar, secretários e monitores.

 

Realizada nesta segunda-feira, 06, na Cidade Administrativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte, a quarta-reunião ordinária do Conselho Deliberativo de Desenvolvimento Metropolitano em 2017 colocou em pauta as propostas dos municípios de Mateus Leme e Contagem para o macrozoneamento. O encontro foi conduzido pelo secretário de Cidades e Integração Regional, Carlos Murta, e pela diretora-geral da Agência de Desenvolvimento da RMBH, Flávia Mourão. 

Os participantes deliberaram também sobre o regimento interno da conferência marcada para os próximos dias 21 e 22. Flávia Mourão apresentou o tema do seminário, que, neste ano, terá o tema “Consolidando a Integração Metropolitana”. Na programação está palestra do professor e ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad. Ela falou também sobre a importância dos assuntos que serão discutidos e ressaltou que o objetivo é a definição de três medidas de prioridade, totalizando um conjunto de quinze diretrizes de desenvolvimento.

Quanto às sugestões de alteração no macrozoneamento metropolitano, os conselheiros aprovaram as de Mateus Leme, enquanto as de Contagem não obtiveram os três quartos de votos favoráveis necessários, conforme prevê a legislação. Na avaliação da equipe técnica da Agência RMBH, não havia segurança para recomendar as alterações indicadas pelo município, em função da ausência de estudos técnicos aprofundados sobre os impactos que tais mudanças poderiam acarretar na Bacia de Vargem das Flores. Situada na divisa entre Betim e Contagem, a represa é responsável pelo abastecimento de água de cerca de 10% da Grande BH. 

Desde que começou a ser realizada no Brasil, a “Black Friday” é uma das promoções mais esperadas pelos consumidores ao longo do ano. O dia é marcado por descontos considerados imperdíveis, com oportunidade para que muitas pessoas comprem os produtos que precisam, a preços bem mais baratos. 

Pesquisa realizada pela Google “Thanks God It’s Black Friday 2017”, apontou que 71% dos entrevistados já adquiriram algo na data. E a participação do público aumenta significativamente a cada ano. Conforme informações do site oficial, a “Sexta-feira Negra” chegou ao país em 2011 e desde então tem alcançado cada vez mais empresas, de diversos segmentos.

Este ano, pela primeira vez em Mateus Leme, haverá promoção também para a aquisição de lotes. Em comemoração à “Black Friday”, a Ello Urbanismo dará condições de pagamentos diferenciadas e vantagens que podem chegar até R$ 5 mil para os primeiros 15 compradores. 

“No dia 18 de novembro será possível comprar um lote em Mateus Leme com sinal de apenas R$ 1.500, mais parcelas a partir de R$ 480 e ainda garantir dedução de 500 a R$ 5 mil. No ato da compra, o cliente receberá uma raspadinha premiada, onde será definido o valor do desconto. Os lotes já têm com infraestrutura completa, com asfalto, água, luz, esgoto e drenagem pluvial”, explicou o representante da empresa, Leonardo Matos.

Quem quer aproveitar a oportunidade, basta entrar em contato com a Ello pelo telefone 3535-2121 ou pelo aplicativo WhatsApp (97524-6134).

 

A concessionária do Sistema MG-050/BR-265/BR-491 divulgou no início desta semana o levantamento sobre o movimento na rodovia durante o recesso devido ao feriado de Finados, celebrado na quinta-feira, 02. De acordo com o balanço, cerca de 200 mil motoristas passaram pelo trecho, que liga Juatuba e São Sebastião do Paraíso, na divisa de Minas Gerais com o estado de São Paulo, entre quarta-feira, 1º, e domingo, 05 de novembro. 

Durante os cinco dias de operações especiais houve 11 acidentes, com 23 vítimas não fatais. No período, as viaturas de inspeção realizaram 405 atendimentos a usuários da estrada e os guinchos da empresa, por sua vez, efetuaram a remoção de 90 veículos que apresentaram algum problema mecânico ao longo da via. Conforme os dados apresentados, em 2016, foram 25 ocorrências, com 60 feridos.

 

O Ministério Público de Minas Gerais – MPMG – deflagrou na manhã desta terça-feira, 07, operação para desarticular esquema de contrafação de calçados (falsificação de produtos de modo a iludir a autenticidade) e de sonegação fiscal praticadas por empresas estabelecidas em Nova Serrana e Divinópolis. O trabalho foi desenvolvido pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco -, com suporte do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Ordem Econômica e Tributária – Caoet - e a 3ª Promotoria de Justiça de Nova Serrana, em conjunto com a Secretaria de Estado de Fazenda e a Polícia Militar. 

A estimativa é de que as práticas ilícitas tenham causado prejuízo milionário tanto a particulares, em razão da adulteração das marcas, quanto ao Estado, em razão da falta de recolhimento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS. O montante será calculado a partir da análise do material arrecadado nas buscas e apreensões. Foram cumpridos 16 mandados. 

De acordo com as investigações, as empresas foram constituídas sob a forma de representação comercial para escapar da fiscalização estadual, mas atuavam irregularmente no mercado promovendo a venda direta de itens contrafeitos e também de originais, mas sem a emissão de documentos fiscais. A suspeita é ainda de lavagem de dinheiro, valendo-se as investigadas, como forma de ocultar o verdadeiro faturamento, de máquinas de cartões de crédito e débito, registradas em nome de terceiros. Três promotores de Justiça, 38 auditores fiscais e 70 policiais militares participaram da operação, batizada de “Pés no Chão”. 

Pesquisa divulgada pela Confederação Nacional dos Transportes – CNT –, nesta terça-feira, 07, mostrou que a qualidade das rodovias federais e estaduais que cortam Minas Gerais piorou. De acordo com o estudo, o percentual de estradas apontadas como em condições ótimas caiu de 7,6% para 4%, na comparação entre o levantamento de 2016 e o de 2017. 

Para a realização desse trabalho, foram avaliados 10.526 quilômetros da malha rodoviária. Do total, 70% receberam a classificação de regular, ruim ou péssimo, sendo levadas em consideração o pavimento, sinalização e geometria. O resultado da má conservação das vias é o aumento dos custos logísticos e uma grande quantidade de acidentes, que, em todo o Brasil, consumiram cerca de R$ 10,88 bilhões no ano passado, além, é claro, das muitas vidas perdidas. 

"A queda na qualidade das rodovias brasileiras tem relação direta com um histórico de baixos investimentos em infraestrutura e com a crise econômica", disse o presidente da CNT, Clésio Andrade. Dados compilados pela entidade apontam que, em 2016, foram aplicados no setor R$ 8,61 bilhões. O montante vem caindo desde 2011, quando chegou a R$ 11,21 bi, conforme os dados apresentados pela instituição. 

A Polícia Civil de Itaúna confirmou que o corpo localizado por moradores da comunidade rural de Arrudas, na divisa com Azurita, é de uma pessoa desaparecida em Mateus Leme. O cadáver foi encontrado em 11 de setembro. 

Familiares da vítima, que morava no bairro Araçás, em Mateus Leme, entraram em contato com a Delegacia, relatando as suspeitas. Como o homem estava parcialmente carbonizado e teve as pontas do dedo cortadas, houve necessidade do exame de DNA para a identificação. 

Os autores envolveram o corpo, que também apresentava duas perfurações causadas por arma de fogo, em uma carcaça de pneus e atearam fogo. Um tiro acertou o braço esquerdo e outro a cabeça. A hipótese levantada durante as investigações foi de que crime tenha sido motivado por envolvimento com o tráfico de drogas. 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE