Quarta, 20 Junho 2018

O ano foi frustrante para quem aguardava uma série de benfeitorias prometida pela administração de Juatuba aos moradores de diversas localidades. Em situação financeira complicada, a Prefeitura não conseguiu cumprir os compromissos firmados com a população e enfrentou ainda uma série de críticas devido às falhas na rede pública, especialmente no caso de disponibilização de exames e consultas médicas e na área de infraestrutura. Já no “apagar das luzes” de 2015, a situação permanece crítica e a perspectiva ainda não é das melhores, apesar da promessa de implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu -, que se concretizada, será uma das grandes conquistas da cidade nos últimos anos. 

Mas, até o momento, as condições enfrentadas pelas comunidades locais não são as melhores. Os problemas no início do atual governo ficaram piores à medida que a crise financeira do país se acentuou. A queda dos repasses do Estado e União aliada talvez à falta de planejamento e gastos excessivos no começo do mandato inviabilizam investimentos em setores prioritários. Em meio a esse cenário, obras prometidas e aguardadas com ansiedade pela população já foram paralisadas, conforme levantamento feito na página do Tribunal de Contas de Minas Gerais. 

A construção da Unidade Básica de Saúde – UBS – do Satélite, por exemplo, orçada em R$ 643.231,90 e iniciada em novembro do ano passado, deveria ter sido concluída em 31 de agosto. Para a quadra de esportes da Escola Municipal Alípio Nogueira do Amaral, o governo federal disponibilizou quase R$ 595 mil e a previsão era de entrega à comunidade em maio, porém, mais de 200 dias depois, nem sinal da inauguração. Também foram garantidos cerca de R$ 24 mil para pavimentação de vias urbanas, no entanto, a situação do convênio ainda não está definida, enquanto a cobertura de área esportiva na Escola Municipal Maria Cândida de Jesus, com a finalização prevista para julho, que conta com aproximadamente R$ 210 mil da União, tem mais de 120 dias de atraso. 

Questionado pela reportagem, o secretário municipal de Administração, Vanderlei Lopes Barbosa justificou a paralisação. Segundo o gestor, todas as obras foram iniciadas depois de convênios firmados com a União, que está atrasada com os repasses necessários à continuidade das mesmas. “Estamos aguardando a liberação do dinheiro e só poderemos retomar os empreendimentos depois disso. Só assim será possível”, argumentou. Vanderlei informou ainda que nesta semana foram inauguradas a reforma da Escola José Pires Montes e a quadra da Escola Maria Luzia Andrade. 

 

Até 30 de janeiro usuários em débito poderão devolver obras e ficar isentos de suspensão

Pelo menos 333 obras não voltaram para as estantes da Biblioteca Municipal Geraldo Alves de Oliveira nos últimos meses. O número é considerado alto e, por isso, a equipe responsável pelo espaço lançou mais uma edição da campanha “Resgate de Livros”. Desde segunda-feira, 30, até 30 de janeiro todos os usuários que estão inadimplentes poderão devolver os exemplares com a garantia de que ficarão livres de suspensão. 

 “As pessoas deixam de devolver as obras emprestadas por diferentes razões, mas as principais delas são perda, esquecimento e até extravio e furto”, comenta a coordenadora da biblioteca, Maria Regina Alcântara. “A mobilização nasce nesse sentido, de criar uma oportunidade para que as pessoas que ainda conservam os livros da biblioteca em casa possam regularizar a situação, mantendo o direito de usufruir novamente do acervo”, completa. Esta é a terceira campanha realizada em menos de dois anos. Em 2014, a estratégia funcionou e, além de conseguir retomar os exemplares tidos como perdidos, o espaço contribuiu para a democratização do acesso à leitura. 

 

Como parte da programação do “Natal de Luz”, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e Prestação de Serviços – Aciaps -, em parceria com a Biblioteca Municipal Geraldo Alves de Oliveira e a Prefeitura, lançam a exposição “Memórias de Mateus Leme”. A mostra, composta por fotografias doadas, digitalizadas e impressas em tamanho maior, conta a história da cidade sob os aspectos arquitetônicos e culturais, além de abordar a relação da população com a política, o esporte e o desenvolvimento. 

O material está na Casa de Cultura Agente José Ferreira, no prédio da antiga Estação Ferroviária, que fica na travessa atrás da Delegacia de Polícia Civil, no Centro. O espaço é aberto ao público no horário comercial, das 08h às 12h e das 13h às 17 horas, até 06 de janeiro, com entrada gratuita. Conforme as estimativas, mais de 50 imagens fazem parte do acervo e os interessados em contribuir ainda podem ceder arquivos pessoais que poderão ser inseridos durante o período da exposição. 

 

Moradora de Sítio Novo é destaque entre mais de 800 mil alunos de escolas públicas de todo país

A XVIII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica colocou Mateus Leme em evidência no cenário nacional. Um dos destaques da competição, que reuniu 837.734 alunos de 9.552 escolas públicas de todo o país, foi Paôla Luiza Lara Diniz, da Escola Municipal Hipólito José de Faria, no distrito de Sítio Novo. A garota conquistou a medalha de prata, com 96% de aproveitamento na prova, aplicada em maio, com resultado divulgado apenas nos últimos dias. Outros 57 estudantes da instituição de ensino foram reconhecidos com certificados por participarem da disputa. 

Durante cerimônia de entrega das homenagens, os pais de Pâola, Cleudes Xavier Diniz e Elaine Maria Lara Diniz destacaram a satisfação com o desempenho da menina. “Estamos orgulhosos e felizes. Sempre percebemos a capacidade da nossa filha, que desenvolveu desde muito nova o gosto pela leitura e pelos estudos. O resultado desta avaliação é o reconhecimento desse esforço”, comemoraram. 

Há nove anos os alunos da Escola Municipal Hipólito José de Faria recebem medalhas pela participação de destaque no torneio. Desde 2006 foram sete estudantes premiados com medalhas. Gustavo Alves da Silva ganhou a primeira,  de bronze. Em 2010, outros três adolescentes também conquistaram a terceira posição: Pablo Antônio Ribeiro Lara, Kelly Lúcia de Sousa e Lorraine Aparecida da Silva. Pâmela Lúcia Lara Diniz, irmã de Pâola, garantiu a prata em 2012, quando o terceiro lugar também ficou com o educandário de Sítio Novo, por meio de Yanda Aparecida da Silva Melo. 

 

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira e pela Agência Espacial Brasileira. Os recursos são destinados pelo  Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – CNPq -, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

A Revisão de Inclusão de Tempo Especial na Aposentadoria por Tempo de Contribuição é indicada nos casos em que o INSS não converteu o tempo especial do segurado em tempo comum, perfazendo assim um beneficio melhor para o(a) segurado(a).

O tempo especial se refere ao tempo de trabalho exercido em ambientes insalubres,  onde o(a) segurado(a) foi exposto a agentes químicos, físicos ou biológicos nocivos à saúde do ser humano.

 A revisão de inclusão de tempo especial faz a contagem desse tempo, acrescendo períodos para mulheres e homens segurados da previdência social.

Muitas vezes na trajetória profissional acontecem mudanças que deslocam o(a) segurado(a) de uma atividade para outra. Ao longo do tempo podendo passar por diversas funções e ambientes que podem ser insalubres. 

Se o (a) segurado(a) trabalhou em locais com exposição contínua a produtos químicos, ou exposto a vírus, fungos e bactérias, material infecto contagioso ou ainda com exposição habitual ao ruído, calor e frio artificial e outros agentes nocivos, recebendo ou devendo receber insalubridade em 40% ou periculosidade, o(a) segurado(a) pode ter  direito a revisão de inclusão de tempo especial do seu benefício.

Pode a aposentadoria ser concedida com 30 ( para mulheres) 31, 32, 33, 34 ou 35 anos de contribuição e haver períodos para conversão. É possível reconhecer e converter esses períodos na justiça, a fim de aumentar o valor do salário da aposentadoria com a revisão de inclusão de tempo especial.

Mesmo com a concessão de Aposentadoria Integral, é possível ter um aumento no valor do salário de benefício, pois o Fator Previdenciário é baseado, também, no tempo de contribuição do trabalhador. 

Se o(a) segurado(a) comprovar 40 anos de trabalho, por exemplo, o salário pode aumentar até 25%, com recebimento das diferenças desde o inicio da aposentadoria.

A prática de revisão de inclusão de tempo especial exige conhecimento específico sobre as leis previdenciárias e recomenda-se o acompanhamento de um(a) profissional especializado(a) em direito previdenciário.

Se você possui tempo especial de trabalho que não foi incluído em sua aposentadoria ou possui alguma dúvida sobre a revisão de benefício de inclusão de tempo especial,  procure um(a) advogado(a) previdenciarista e peça a reanalise da concessão da sua aposentadoria especial.

Com alegria e satisfação, agradeço os e-mails recebidos pelos leitores do Jornal S’passo. Convido-os para ouvirem a minha participação nesta quinta feira as 09:00 no programa do dedicado Vereador, Comunicador e Radialista Mauricio Aguiar, pela Radio Líder FM 102,7.

Dra. Marcella França – Advogada Previdenciária Especializada

Escritório de Advocacia Previdenciária:

Benefícios Previdenciários do RGPS e RPPS -  Previdenciário Empresarial

• Desaposentação

• Aposentadoria e Revisões do

    Servidor Publico Municipal,

    Estadual e Federal;

• Cálculos para a Aposentadoria;

• Custeio;

• Planejamento de Aposentadoria;

• Aposentadoria por invalidez /

    Grande Aposentadoria

•  Acréscimo de 25%

• Aposentadoria Rural;

• Aposentadoria Urbana; Aposenta

   doria por Idade;

• Aposentadoria Especial;

• Aposentadoria por Idade;

• Aposentadoria por Velhice;

• Aposentadoria 85/95;

• Auxilio doença Parental;

• Revisão da vida Inteira;

• Auxílio Acidente;

• Acidente Doença Acidentário; 

• Acerto de tempo de contribuição;

• Revisões de Benefícios; 

• Pensão Urbana/Rural;

• Auxilio Maternidade/Auxilio

    Maternidade Rural;

• Amparo Social ao Deficiente e ao

    Idoso; 

(37) 9902-5886 (VIVO) mensagem e whatsapp - Praça Cilico, 74, Centro, Térreo, Itaúna – MG

e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

A tradicional festa de Santa Bárbara acontece nos dias 03, 04 e 05 de dezembro, na Capela, no Bairro com o mesmo nome. Na quinta-feira, dia 03, às 19 horas, saída da Bandeira de Santa Bárbara da residência de Henry Gabriel de Oliveira Fonseca e família, à Rua Raimundo de Oliveira, 125, na chegada da bandeira a Capela, Santa Missa. Na sexta-feira, dia 04, saída da Imagem de Santa Bárbara da residência de Osvaldo França Diniz e família, Avenida Getulio Vargas, com Rua Funcionários, 735, na chegada da imagem, celebração da Santa Missa e no sábado, dia 05, às 18 horas Missa, em seguida entrega da imagem e da bandeira aos festeiros de 2016. Nos três dias de festividades haverá funcionamento de barraquinha.

A Associação “Jaime Zatar”, de Mateus Leme, convida para a exposição de artesanato e culinária que vai acontecer nas dependências da Associação nos dias 10 e 11 de dezembro, quinta e sexta-feira, de 08 às 18 horas.

ANIVERSÁRIOS

*A bonita e simpática engenheira Ívna Silva Campos, soprou vilinhas quarta-feira, dia 25 de novembro. Felicidades.

* A advogada Valéria Alves Moreira Duarte comemora seu aniversário na terça-feira, dia 1º de dezembro.

 

* A Secretaria Municipal de Saúde, Jussara Pinheiro, completa mais uma primavera neste domingo, dia 29. Felicidades Jussara.

 

* Na segunda, Ederlane Matos Silva Passos comemora seu niver. Ela é funcionária do setor jurídico da Prefeitura e esposa do Contador Saulo.

 

* Maria do Carmo Souza Pinto aniversariou na sexta-feira, dia 27 de novembro. Parabéns.

 

* O comerciante Dorival Moreira Diniz, também comemorou aniversário, no dia 25  e recebeu muitos cumprimentos pela data. Registrando também que Dorival recebe neste sábado Mérito Empresarial (Depósito Diniz), em festa na ONIX Lounge. Parabéns.

 

Decoração especial será acessa às 20 horas com apresentação da Banda Municipal e chegada do Papai Noel

As luzes de Natal vão dar um clima de encanto e magia para o final de ano em Mateus Leme. Uma decoração especial com mais de 100 mil lâmpadas, enfeites interativos como a Casa do Papai Noel e centenas de figuras decorativas vão criar um ambiente de paz, harmonia e alegria na Praça da Matriz, e na avenida Padre Vilaça. O lançamento oficial da campanha será neste sábado, 28, a partir das 20 horas, na Praça do Coreto. Haverá apresentação da Banda Municipal, a chegada do “Bom Velhinho” e distribuição de doces para as crianças. Na ocasião, será inaugurada a iluminação. 

O incentivo ao desenvolvimento econômico do município também está entre os objetivos da programação especial para o fim de ano. Por meio das ações de valorização do Centro, a Associação Comercial, Industrial e Prestação de Serviços – Aciaps -, em parceria com a Prefeitura está criando uma nova dinâmica para o comércio, convidando as pessoas para estarem na praça, prestigiando as vitrines locais e fomentando as vendas dentro da própria cidade. 

“Queremos tornar Mateus Leme, a partir deste ano, uma referência comercial para o Natal, atrair novos consumidores e fazer com que as pessoas de outras localidades conheçam o dinamismo e pluralidade do município e de seus empreendedores”, destaca o secretário municipal de Administração, Marcus Júnior Diniz. Segundo ele, o incentivo do Executivo surgiu num momento estratégico quando o poder público e a iniciativa privada buscam alternativas para contornar a crise financeira.

Envolvimento da população

Com a proposta de envolver a comunidade na proposta de resgatar o espírito natalino, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços – Aciaps – promove concurso de decoração, que visa estimular os empresários de todos os segmentos, instituições de ensino e moradores em geral a participarem ativamente das comemorações de fim de ano. A disputa abrange quatro categorias, sendo elas, vitrine e fachadas de lojas; indústrias; escolas e residências. Os interessados em participar podem se inscrever gratuitamente até segunda-feira, 30, na avenida  Getúlio Vargas, 138B, ou ainda pelo correio eletrônico, no endereço O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., depois do preenchimento da ficha disponibilizada na página www.aciaps.com.br. A decoração deve estar pronta até o dia 1º para a visita da comissão julgadora que até 15 de dezembro, e permanecer montada até 06 de janeiro. Os primeiros lugares de cada categoria receberão troféu ou homenagem equivalente e para a melhor ornamentação residencial será oferecida ainda uma TV LED ou LCD 32.  

 

Está marcado para a próxima sexta-feira, 04, às 10 horas, mais um leilão da Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa – que vai colocar à venda 98 veículos, na sede da empresa, que fica na rua Mar de Espanha, 525, Santo Antônio, em Belo Horizonte. Os itens poderão ser vistoriados entre segunda-feira, 30, e quinta-feira, 03, no pátio da estatal (Mutuca - Km 544 da BR-040, Nova Lima) das 08h30 às 11h30 e das 13h às 16 horas. 

Entre os automóveis disponíveis, estão 60 Fiat Uno Mille Fire, 19 Fiat Strada , nove Uno IE e dez Fiat Fiorino. Os carros serão leiloados no estado de conservação e condições em que se encontram, não cabendo qualquer reclamação posterior. O pagamento do bem arrematado deve ser feito em 100%, em até 48 horas, exclusivamente por meio de boleto bancário que será entregue ao arrematante no momento do evento. 

Podem participar do leilão pessoas físicas ou jurídicas, qualquer instituição ou associação, com exceção dos empregados da Copasa, da Águas Minerais de Minas e Copanor, subsidiária da estatal no Norte e Nordeste do estado. O prazo máximo para a retirada do veiculo será de até 15 dias corridos, a contar da data do arremate. O edital mais informações podem ser consultados em www.copasa.com.br

 

Depois de receber denúncias da população, a Polícia Militar prendeu na segunda-feira, 23, os autores de um roubo, no bairro João Paulo II, em Mateus Leme. O crime foi registrado no sábado, 21, quando dois homens abordaram uma jovem enquanto ela transitava pelo bairro e fugiram com o celular dela e outros itens em um Fiat Prêmio. De acordo com a vítima, os criminosos a ameaçaram dizendo portavam uma arma de fogo. 

Na segunda-feira, 23, informações de que um veículo semelhante ao utilizado durante o roubo estava circulando por Azurita chegaram até os militares, que realizaram então a busca pelo automóvel, que estava com Wesley Lucas Dias Pereira, 18, e um menor de 17 anos. Os rapazes confessaram. Os materiais roubados foram recuperados e encaminhados à Delegacia de Polícia Civil junto com os dois criminosos. O carro não possuía nenhuma queixa registrada, sendo levado para um pátio autorizado.

 

Até a sexta-feira passada, dia 20, já havia chovido na capital mineira e cidades no entorno aproximadamente 65% da média histórica para o mês. As chuvas ainda foram intensas nesta semana e a expectativa é o tempo continue assim em dezembro, normalmente quando mais chove no ano. Mesmo assim, aos reservatórios que abastecem a Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH -, ainda têm o pior volume para novembro desde 2013. 

O Serra Azul, que abastece Juatuba e Mateus Leme e cujo nível estava em 5,6% no domingo, 22, não havia passado de 5,8% até o fechamento desta edição. No caso do Rio Manso, o volume aumentou de 28,6% para 28,7%, elevação insignificante, principalmente se consideradas as precipitações dos últimos dias, enquanto o Vargem das Flores subiu de 25,5% para 26,9%. O Sistema Paraopeba operava com 21,2% da capacidade. Conforme relatório de monitoramento, a vazão no Rio das Velhas caiu de 36,1 para 19,8 metros cúbicos por segundo. 

Apesar da situação crítica e da possibilidade de as chuvas não serem suficientes para encher as represas, a Copasa continua a descartar o racionamento, hipótese já ventilada quando constatado o agravamento da crise hídrica. No entanto, há suspeitas de que a concessionária tenta racionar o consumo de forma velada, com frequentes interrupções no fornecimento na Grande BH sob a justificativa de que as paralisações são devido a serviços de manutenção. A principal aposta da empresa continua a ser a obra de captação do rio Paraopeba, com previsão de entrega até o fim de dezembro e prognóstico de retirada de cinco mil litros de água por segundo. 

Previsão de melhoria

O Centro de Climatologia Tempo Clima, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/Minas – apresentou estudo em que aponta a necessidade de que as chuvas continuem, uma vez que só caiu até o momento 50% da média histórica se considerado o acumulado de outubro e novembro. Caso as precipitações se repitam até o fim do verão, a perspectiva é de um verão melhor em relação à mesma temporada do ano passado. 

O órgão salientou ainda que as chuvas fracas e constantes refletem em melhores resultados nos reservatórios que as pancadas fortes e de rápida duração, pois não sofrem tanto com o efeito da evaporação. Para os meteorologistas, o importante é continuar chovendo, já que o período chuvoso vai até meados de março e o pico dessas precipitações fica entre novembro e janeiro. 

 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE