Quinta, 26 Abril 2018

Previsão é de desligamento total do sinal analógico até o fim do primeiro semestre

 

Mateus Leme e Juatuba estão entre as 24 cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte com previsão de receberem o sinal de TV Digital com cobertura de 100% até junho do ano que vem, quando o analógico será completamente desligado. Os procedimentos para a migração tiveram início nos últimos dias na capital e envolvem uma série de preparativos que vão se estender até o fim do primeiro semestre de 2016, conforme estimativa da Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização dos Canais TV e RTV, a EAD.

Durante o período de transição, os telespectadores que ainda assistam à TV analógica passarão a ver em suas telas um sinal indicativo com a letra “A” três vezes ao dia. Conforme a proximidade do prazo para a migração, a quantidade de inserções aumentará, mostrando o tempo restante para a alteração. A partir de abril, a indicação ficará fixa na tela até que esteja disponível apenas o sinal digital, que garante inúmeros benefícios, como o fim das interferências externas, a qualidade superior da transmissão, tanto em relação à imagem quanto ao som e a possibilidade de interatividade, desde que a emissora disponibilize o recurso.

 

A EAD ficou responsável pela distribuição dos equipamentos, que são antena, conversor e controle remoto, para as famílias cadastradas no programa Bolsa Família, do governo federal. Além de Belo Horizonte, Juatuba e Mateus Leme, estão nesta fase do projeto os municípios de Araçaí, Betim, Caeté, Contagem, Florestal, Ibirité, Igarapé, Lagoa Santa, Mário Campos, Matozinhos, Nova Lima, Ribeirão das Neves, Rio Acima, Sabará, Santa Luzia, São Joaquim de Bicas, São José da Lapa, São José da Varginha, Sarzedo, Taquaraçu de Minas e Vespasiano. Os detalhes sobre as providências necessárias para adequações ao novo padrão, o calendário da mudança, entre outras informações estão disponíveis no portal e também na Central de Atendimento 147.

Nesta quarta-feira, 22, foi encontrado o corpo de uma jovem em lote vago no Residencial Samambaia 2, em Juatuba. Conforme as primeiras informações divulgadas pela Polícia Militar, a garota não portava documentos, mas aparentava 18 anos, e estava vestida com calça jeans e blusa rosa.  As suspeitas são de que a garota tenha sido asfixiada, já que havia sinais no pescoço dela, além de uma corda nas imediações do local onde estava o cadáver, encaminhado para o Instituto Médico Legal – e sem reconhecimento até o fechamento desta edição, quando ainda não havia pistas sobre possíveis suspeitos. 

 

Motorista do Pálio diz que já levou cobranças de melhorias à Prefeitura, mas não há sinais de providências até o momento

 

O socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU - Jhonatas Teles passou por um susto na tarde de domingo, 19, no Satélite. Ele transitava pelo bairro em um Pálio, quando, no cruzamento entre a rua Andrelino Rodrigues e a José Manoel da Fonseca, o veículo foi atingido pelo Gol conduzido por um senhor que soube identificar à reportagem apenas como “João”. Além de inconformado com o prejuízo de aproximadamente R$ 5 mil, visto que o carro ficou bastante danificado, o rapaz está ainda mais indignado com a administração municipal, já que segundo ele, cobra há tempos melhorias da sinalização no trecho, onde são registrados acidentes com frequência.

 

“Já nos mobilizamos, pedimos à prefeita Valéria para resolver essa situação, mas nada foi feito até agora. Com isso, quem paga é a população, que ainda enfrenta diariamente riscos de morte. Os moradores já fizeram abaixo-assinado e em uma das manifestações do ano passado cobramos providências, mas não há sinal das medidas, que são urgentes”, comentou. Jhonatas disse à reportagem que vai continuar a reivindicar a melhoria e chegou a ir até à Câmara Municipal com a intenção de formalizar a reclamação, mas não conseguiu devido ao período de recesso na Casa.

Os motoristas que têm o costume de estacionar em vagas para deficientes com a justificativa de que “não vão demorar” podem ficar mais atentos porque a tolerância para a velha desculpa vai diminuir ou ser extinta de vez.  A partir de janeiro de 2016, a infração passa de leve para grave, a multa de R$ 53,20 vai para R$ 127,69, a penalidade na Carteira de Habilitação que hoje é de três pontos será de cinco e o veículo poderá ser removido. As sanções estão em projeto de lei aprovado na última semana pelo Senado e cujo texto original prevê também que os espaços para portadores de necessidades especiais sejam identificados por placas, com informações sobre as penalidades em casos de descumprimento. 

A mudança aumenta o rigor do Código de Trânsito Brasileiro – CTB -, a partir da Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. De acordo com a legislação, 2% do total de vagas de estacionamento dos municípios devem ser destinadas a deficientes e 5% aos idosos. Todas as outras vagas, ou seja, 93% do total, são para os demais motoristas e, logo, não há necessidade de utilizar aquelas que são preferenciais.

A nova lei prevê também auxílio ao deficiente auditivo e assegura a acessibilidade de comunicação, mediante emprego de tecnologias assistivas ou de ajudas técnicas em todas as etapas do processo de habilitação. O candidato contará com apoio de material didático audiovisual, com tradução simultânea em libras, nos cursos que precedem os exames necessários para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação - CNH. Além disso, ao se inscrever no processo para obter a carteira de motorista, o portador de deficiência auditiva poderá requerer intérprete de Libras, para acompanhamento em aulas práticas e teóricas.

 

 

 

 

Levantamento da Secretaria de Estado da Defesa Social – Seds – com divulgação inédita na semana passada comprovou: a MG-050 é a mais perigosa de Minas Gerais. A constatação está no Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, produzido com base em informações apuradas nos registros de ocorrências e, considerados os números de 2013 e 2014, em que houve 110 vítimas fatais, a estrada, que liga Juatuba a São Sebastião do Paraíso, na divisa com São Paulo, já é classificada como a nova “Rodovia da Morte”. O título era atribuído até então à BR-381, agora em segundo lugar no ranking negativo, com 107 mortes e alta incidência nas imediações de Ipatinga, enquanto a BR-265 ficou com a terceira posição, com 65 mortes e concentração maior em São João del Rey. 

No perímetro do vizinho município de Divinópolis está concentrada a maior parte dos acidentes registrados na MG-050. A administração da rodovia foi concedida à iniciativa privada por meio de parceria firmada em 2007 e o estudo elaborado agora já reacendeu as críticas quanto à situação da estrada e o atraso para a conclusão das obras. O trecho sob a responsabilidade da concessionária tem seis praças de pedágio e a tarifa básica, para carros, foi reajustada de R$ 4,70 para R$ 5,10 no último mês. Apesar do valor, considerado exorbitante desde que o contrato entrou em vigor, motoristas reclamam das condições, principalmente a partir de Mateus Leme até Divinópolis, devido à pista simples e às muitas ultrapassagens perigosas e tráfego intenso de caminhões. 

Os cálculos apontam que se todos os 34 mil veículos que circulam diariamente pela MG-050 pagassem uma vez a taxa de R$ 5,10 seria possível arrecadar R$ 173,4 mil, o equivalente a R$ 63,2 milhões num ano. Depois de oito anos da privatização, a empresa alega que investiu cerca de R$ 628 milhões nas benfeitorias, mas dos 48 quilômetros de duplicação previstos, apenas 20 foram cumpridos até o momento. Por meio da assessoria de imprensa, a Nascentes das Gerais alega que as colisões com óbitos tiveram redução de 48% em 2014 na rodovia e que as obras seguem o cronograma contratual, sendo que, segundo o grupo, além das duplicações, foram criados 78 Km de terceiras faixas.  

 

 

 

 

Tarde Sertaneja

O Pesque e Pague Pé da Serra Cantinho do Tropeiro, promove neste domingo, dia 26 de julho, a partir das 13 horas, uma tarde sertaneja com Nilton Muniz, o Moreno do Forró com a participação especial do grupo de dança compani-dance de Itaúna. No decorrer do evento será montado um quadrilhão, com os presentes. Vá e participe!  

Aniversários

* A simpática Quênia Juliana Souza, residente em Azurita e funcionária do setor de engenharia da Prefeitura vai completar mais uma primavera na quarta-feira, dia 29 de julho. Parabéns.

* O advogado Lucio Flávio Cunha Barbosa muda de idade na sexta-feira, dia 31 de julho e com certeza vai comemorar a data com seus familiares e amigos. Felicidades!.

 

 

 

Alvo de uma investigação pelo suposto envolvimento com uma banca de “Jogo do Bicho” em Igarapé, o vereador Lúcio Madureira usou a tribuna da Câmara de Mateus Leme esta semana para se pronunciar sobre as acusações. Ao se defender, o parlamentar leu um discurso em que afirmou ter sido injustiçado por denúncias inverídicas, segundo ele, forjadas com o único objetivo de perseguição política. Ele disse ainda que com esse intuito, os denunciantes têm usado a máquina do Estado, como a Polícia Civil e o Judiciário. 

“São meios fraudulentos, antiéticos, sujos e chinfrins para tentarem sujar o meu nome e o meu trabalho. No momento certo provarei minha inocência”, garantiu. O vereador foi ovacionado por dezenas de pessoas, que, como ele mesmo confirmou no fim do expediente, compareceram à sessão em atendimento a um pedido de apoio: “Eu agradeço de coração a cada um de vocês porque sei que foi difícil para cada um estar aqui hoje”. 

O parlamentar também atacou o JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME por causa da publicação de matéria sobre o assunto na edição de sábado, 18, sem citar que a reportagem foi embasada em informações prestadas pela assessoria de imprensa da Polícia Civil. Em nenhum momento este semanário fez acusações ao vereador, apenas noticiou uma investigação em andamento, sobre a qual, inclusive, a Câmara foi notificada, e que o nome dele foi citado em depoimentos de dois responsáveis pelas apostas, Jackson Pereira Roela e Layon Henrique Pereira, que o acusaram de montar a banca em troca de 20% do faturamento. 

Lúcio Madureira ainda aproveitou o espaço usado na sessão e a presença dos possíveis eleitores para fazer campanha. “Das 09h às 17h estou no meu gabinete, vou almoçar às 18h. Atendo cerca de 40 pessoas por dia e já cheguei a atender mais de cem. Mesmo perseguido, com verbas cortadas, sustento com recursos próprios o meu gabinete”, disse, fazendo referência ao fim da verba indenizatória, que garantia aos vereadores o reembolso por despesas como locação de veículos e serviços de telefonia celular, entre outros, mas foi extinta depois de votação na Casa por estar em desacordo com a legislação. E, em meio aos aplausos do público que levou à galeria completou: “Sigo firme com o objetivo de fazer o melhor para Mateus Leme. E anunciou a minha intenção de candidatar a prefeito desta cidade”. O delegado Fábio Werneck, que está à frente do inquérito, assistiu à explanação, mas não foi encontrado posteriormente para falar sobre o rumo das apurações. 

 

 

 

 

 

 

 

A galeria da Câmara de Mateus Leme ficou lotada na segunda-feira, 20, durante a reunião quinzenal da Casa. Uma parte do público compareceu à sessão para prestigiar o pronunciamento do vereador Lúcio Madureira em defesa às acusações sobre possível envolvimento dele com o “Jogo do Bicho”, enquanto outra parcela tinha o objetivo de pressionar a Casa a aprovar projeto de autoria de Reginaldo Teixeira que libera igrejas de alvará. Mas, entre os presentes, também estavam muitos moradores do João Paulo II, que, portando  cartazes, fizeram um protesto contra as condições de vida da comunidade. 

A mobilização promovida pelos moradores do bairro teve objetivo reforçar as inúmeras cobranças de melhorias. Reclamações são feitas há anos e já geraram muitas promessas de representantes da Casa, que se comprometeram a trabalhar junto ao Executivo em busca de soluções, no entanto, sem resultados até agora. 

Uma das questões prioritárias para a população do João Paulo II hoje é segurança, visto que os índices de criminalidade têm crescido de forma assustadora. Recentemente, por exemplo, três pessoas foram assassinadas, entre uma semana e outra, à luz do dia, em ruas do bairro. Outros problemas apontados pelos moradores são referentes principalmente à infraestrutura, como a urbanização, a precariedade das ruas, a falta de saneamento básico. Manifestantes expuseram que a comunidade tem mais de 30 anos e até hoje não recebeu quaisquer melhorias. 

 

 

 

 

 

 

 

Entidade entrega comunicado à Câmara e prevê greve geral a partir da próxima semana

Com a situação do funcionalismo de Mateus Leme ainda indefinida em relação aos pagamentos, que a Prefeitura ainda não conseguiu regularizar apesar das cobranças nos últimos meses, o Sindicato dos Servidores Públicos deu o ultimato: os serviços prestados à população serão paralisados caso a administração municipal não tome providências para resolver a questão. O comunicado foi apresentado à Câmara e lido em plenário durante a última reunião ordinária da Casa, na noite de segunda-feira, 20. Procurada pela reportagem, a presidente da entidade que representa a categoria, Calmelícia Antônia da Silva, foi taxativa e deixou claro que a perspectiva é de que a greve seja deflagrada na próxima semana, em todos os setores e por tempo indeterminado.

“Informamos ao Legislativo, que é o responsável por fiscalizar as ações do Executivo, para que os representantes da comunidade busquem uma solução, caso contrário, iniciaremos o movimento e as atividades em todos os departamentos serão paralisadas. Precisamos nos mobilizar porque além dos atrasos dos vencimentos, hoje não existem condições de trabalho; faltam materiais nas unidades de saúde para atendimento aos usuários da rede pública, remédios nos postos. Em alguns departamentos não há nem mesmo papel higiênico, café, entre outros itens. É um absurdo”, criticou.

Segundo a sindicalista, a maneira encontrada pela Prefeitura para acertar os salários dos funcionários, principalmente nos últimos três meses, em virtude do agravamento da crise financeira, tem causado incontáveis prejuízos. “A Constituição determina que a folha seja quitada até o quinto dia útil de cada mês, o que não é respeitado há tempos. E, os servidores têm direito de saber a data em que vão receber. Da forma como está sendo feito o escalonamento, isso não existe, não há data certa para começar e nem para acabar. Os que têm vencimentos acima de R$ 3.500 receberam o pagamento referente a maio em 1٥ de julho. São  981 efetivos e 500 contratados e a maioria está muito prejudicada com esta administração”, argumentou Calmelícia.

 

 

 

 

 

 

 

 

Inaugurada há 40 anos, a Biblioteca Municipal Geraldo Alves de Oliveira é uma associação de natureza civil, sem fins lucrativos, que reúne centenas de livros de estilos variados, entre os quais clássicos da literatura nacional e estrangeira, de autores consagrados, além de um rico acervo histórico e cultural sobre o Brasil e do mundo. E, neste mês, o acervo ainda recebeu novos títulos, já disponíveis para os leitores. Chegaram ao espaço “Escrito nas Estrelas” e “Lembranças da Meia-noite”, de Sidney Sheldon; “As Veias Abertas da América Latina”, Eduardo Galeano; “Juca Mulato”, Menotti del Picchia”; “Um Cego Chamado Jean”, Pietro Ubaldi; “Pai de Multidões”, do pastor Jayme Paliarin; “Geopolítica da América Latina”, de Nelson Bacic Olic; “Caminhos da Razão no Ocidente”, Tiago Adão Lara;  e “O que é Ecologia”, de Antônio Lago. 

Coleções de enciclopédias e material didático também estão à disposição da população para consultas públicas, além de jornais e revistas. Também há obras audiovisuais para garantir o acesso dos portadores de necessidades especiais ao conhecimento, como dezenas de livros em braile e histórias narradas. E não é só isso, pois a biblioteca oferece DVD’s e documentários, sendo ainda um espaço incentivador de várias atividades, incluindo rodas de leitura e debates com os escritores, as semanas culturais e parcerias com outras associações de cunho sociocultural.

Para ser um associado é fácil. Basta se inscrever na rua dos Funcionários, 23, Centro, portando a Carteira de Identidade e comprovante de endereço. É preciso pagar uma taxa de R$ 5, dinheiro que é revertido para a manutenção do espaço e aquisição de novos livros. Em 2015, R$ 623, montante arrecadado em parte com as novas inscrições, foi revertido para a modernização do acervo. Com a contribuição mensal de R$ 5 é possível se tornar um “amigo da biblioteca” e ajudar na manutenção do espaço, que também aceita doações de obras. 

 

 

 

 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE