Domingo, 25 Fevereiro 2018

Neste sábado, 16, a partir das 20h30, a música vai tomar conta da Praça do Coreto, no Centro de Mateus Leme, com o grupo Violeiros do Médio Paraopeba. A apresentação faz parte da programação especial de fim de ano, que tem a proposta de movimentar a área comercial e incentivar as compras no comércio local. Para domingo, 17, após a celebração da missa, que terá início às 19h30, foi reservado o concerto da Orquestra de Câmara Santa Cecília da Lagoa Dourada e do Coral de Pará de Minas. Já no dia 23 de dezembro, antevéspera do Natal, a Banda Radiação estará no palco, a partir das 20h30. 

A Praça do Coreto está decorada e iluminada para as festas da época. As luzes foram acesas na quinta-feira, 07 de dezembro. De acordo com a administração municipal, neste ano, a ornamentação ficou mais simples porque o Município optou por investir cerca de R$ 500 mil em cirurgias eletivas, por meio de convênio com o Hospital Santa Terezinha. “Porém, ainda assim, o governo primou pela decoração e iluminação, com direito a Papai Noel, árvore de Natal e músicas alusivas à data comemorativa”, explica a assessoria da Prefeitura. 

Em Juatuba 

Juatuba também terá iluminação especial de Natal. A informação foi concedida à reportagem, nesta quarta-feira, 13, pelo secretário de Planejamento e Coordenação, Julio Cezar Gomes, que conseguiu, com apoio parlamentar, a destinação de materiais pela Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig. 

Os itens serão instalados na Praça dos Três Poderes. “Nosso fim de ano não terá investimentos do Município, mas não passará em branco. Recebemos os itens, entregues à secretária de Cultura e Turismo, Sônia dos Anjos. A Secretaria de Obras vai ajudar na montagem, em andamento”, comentou. 

Fotos com Papai Noel

As crianças poderão visitar e posar para fotos ao lado do Papai Noel, neste sábado, 16, e ainda nos dias 22, 23, e 24. O “Bom Velhinho” está à espera da meninada de Juatuba sempre a partir das 09 horas, na avenida Tânus Saliba, 332, Centro. Mais informações pelo 9 9149.7000 (WhatsApp). 

 

O prefeito Júlio Fares conversou com a reportagem nesta semana e fez um balanço sobre o primeiro ano à frente da administração de Mateus Leme. O chefe do Executivo falou sobre as ações de destaque e projetos executados ao longo de 2017, abordou as dificuldades e também os planos para o futuro da cidade, que, segundo ele, estava endividada há mais de dez anos e não pagava o funcionalismo em dia. 

 “Para equilibrar as contas nós fizemos um choque de gestão. Diminuímos os cargos comissionados, com impacto significativo na folha de pagamento, diante da redução de mais de 100 funcionários; cancelamos vários contratos de prestação de serviços; cortamos mais da metade das linhas telefônicas móveis e tudo que não era de extrema necessidade. Mesmo com os problemas decorrentes da queda da arrecadação, desde fevereiro a Prefeitura não deixou de pagar os servidores no quinto dia útil e o depósito do 13º Salário foi feito nesta quinta-feira, dia 14”, salientou Fares. 

 

Investimentos

na saúde

O prefeito disse que em 2017 várias iniciativas importantes foram colocadas em prática para garantir melhor assistência em saúde para a população mateuslemense. Entre os destaques, o convênio do Município com o Hospital Santa Terezinha, de R$ 500 mil, para viabilizar aproximadamente 472 cirurgias eletivas, intervenções que não são consideradas de urgência e cujos solicitantes estão na fila de espera do Sistema Único de Saúde – SUS. 

Também foi implantada, em fevereiro, a Farmácia 48 horas, para que a população não ficasse mais sem medicamentos aos fins de semana. “Após passarem pela Unidade de Pronto Atendimento aos sábados, domingos e feriados, as pessoas tinham que comprar o remédio, ou, no caso daqueles que não tinham os recursos para isso, esperar até o próximo dia útil para conseguir na Farmácia Básica. Com a unidade 48 horas, esse problema acabou. Os itens podem ser retirados a qualquer hora. De fevereiro a novembro foram 8.252 pessoas atendidas”, explicou o gestor. 

Mateus Leme também conseguiu realizar um número expressivo de exames em 2017. “Quando o Caminhão da Mamografia veio para a cidade, realizamos uma grande mobilização para alcançar todas as mulheres na faixa etária preconizada para o procedimento. Foram mais de mil mamografias. Com isso, conseguimos zerar a fila de espera. Também realizamos um mutirão de  ultrassonografias e fizemos cerca de 260”, relatou o prefeito.  

 

Segurança Pública e ampliação da assistência judiciária

 

Outra conquista importante para o bem-estar da comunidade, segundo Júlio Fares, foi a chegada de mais dez policiais para Mateus Leme e duas motopatrulhas. A queda no índice de criminalidade no município chegou a 49%, conforme dados da Polícia Militar de Minas Gerais. 

A Prefeitura ainda conseguiu do Tribunal de Justiça de Minas Gerais – TJMG – o compromisso de construção da nova sede para o Fórum. “Ampliamos a  Defensoria Pública, contribuindo para isso com a cessão de estagiários e aumentando o número de senhas, para que a população não precisasse mais dormir na fila para ser atendida. Depois, procuramos o TJ em busca da edificação do imóvel. Em contrapartida, oferecemos o terreno. A expectativa é de que a obra seja entregue em 2020”, disse Júlio Fares. 

 

Mais oportunidades na Educação 

 

Está prevista para o primeiro semestre de 2018, a inauguração da unidade Mateus Leme da Universidade Aberta Integrada de Minas Gerais – Uaitec –, e também o início da edificação de uma escola no Centro. 

“Este ano recebemos três ônibus escolares para atender, gerando uma economia significativa aos cofres públicos. Mateus Leme também sediou pela primeira vez a Feira Mineira de Iniciação Científica – Femic -, que será realizada novamente na cidade ano que vem, dando oportunidade para nossos estudantes mostrarem os projetos científicos desenvolvidos por eles. Também  tivemos uma etapa dos Jogos Escolares de Minas Gerais – Jemg. A vinda da Uaitec também vai somar muito, com vários cursos para jovens e adultos. A instituição funcionará no espaço comunitário do Centro, que está passando por reformas para recebê-la”, comentou o prefeito. 

 

Infraestrutura é o principal desafio 

 

Júlio Fares disse ao JORNAL DE JUATUBA E MATEUS LEME que o principal desafio enfrentado é relacionado à falta de infraestrutura do município, que foi se desenvolvendo sem planejamento. “Mateus Leme ainda não tem os serviços essenciais, água, luz e rede de esgoto, em todos os bairros. Em algumas regiões é a Prefeitura que distribui água em caminhões pipa e faz a limpeza das fossas. A adequação que vai demandar tempo e muito investimento”, alegou.   

O gestor ressaltou que este ano conseguiu junto à Companhia de Saneamento de Minas Gerais - Copasa – a instalação de redes de distribuição de água no bairro Londrina, atendendo 96 casas e que começou a implementação do sistema de captação de esgoto no bairro Reta Grande. 

“Conseguimos fechar um cronograma com a Copasa para 2018. Só de água serão mais de 55 quilômetros de rede de abastecimento pela cidade e de esgoto mais de 20 quilômetros”, adiantou. 

O prefeito disse que apesar das dificuldades, foi realizado patrolamento de mais de 200 ruas e estradas de terra em toda a cidade; além de operações tapa-buracos, pavimentação das ruas Ribeirão Mateus Leme, no bairro Imperatriz, e Alameda do Cedro, no Planalto. Para 2018 está prevista a revitalização da “Guaraciaba Passos”, com a construção de pista de caminhada e iluminação de LED. 

 

Ações para fomentar a economia

 

Além de retomar o Carnaval e investir em eventos culturais, que movimentam o  comércio, a administração desenvolveu, em 2017, outros projetos para fomento da economia da cidade.  Entre eles, a doação de terrenos para a construção do parque industrial “Geraldo Perreira Guimarães”, em Azurita, onde três empresas já começaram a edificar galpões. Os imóveis foram destinados aos empreendimentos sob a condição de que a mão de obra local seja priorizada. Júlio Fares disse também que está articulando junto à Companhia de Habitação do Estado de Minas Gerais – Cohab – a construção de casas e apartamentos com preços acessíveis à população de baixa renda. 

A Associação Mineira dos Municípios – AMM – protocolou nesta terça-feira, 12, ofícios junto ao Ministério Público e Tribunal de Contas de Minas Gerais – TCE/MG -, com pedido para que os órgãos acionem o governo do Estado em relação aos atrasos dos repasses do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – ICMS – às prefeituras. Pelo mesmo motivo, na semana passada, a entidade organizou um protesto em frente à Assembleia Legislativa, em Belo Horizonte, mobilização que contou com a participação de cerca de 250 gestores de cidades prejudicadas com a retenção dos recursos. 

A AMM decidiu nos últimos dias comunicar ao TCE e ao MP, que, no exercício de 2017, o governo de Fernando Pimentel não efetuou o depósito integral das parcelas do ICMS. A instituição reforçou que a prática atenta contra o pacto federativo, o patrimônio público e social, contrariando a legalidade e moralidade administrativa. Ainda de acordo com a entidade, não foi repassada a cota-parte municipal das receitas tributárias destinadas ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, com prejuízos para as ações voltadas ao setor. 

Os atrasos têm causado transtornos para as administrações de praticamente todos os municípios mineiros, que já enfrentaram problemas ao longo do ano devido à queda da receita, em virtude ainda dos efeitos da crise política e econômica. No caso de Mateus Leme, por exemplo, o montante que deveria ter chegado aos cofres do Município nas duas primeiras semanas de dezembro, de R$ 240 mil, foi depositado somente nesta terça-feira, 12, para quando estavam previstos outros R$ 500 mil, portanto, meio milhão de reais já em atraso. 

A dívida do Estado com Juatuba, relativa aos últimos dias 05 e 12, ultrapassa R$ 2 milhões, o valor líquido, sem as correções. Os débitos de outubro e novembro foram regularizados há pouco. Questionada a respeito, a assessoria da prefeita Valéria Aparecida dos Santos afirma que a situação está controlada devido à reserva de recursos, oriunda dos cortes de gastos, para priorizar serviços na área da saúde, atendimentos sociais, defesa civil, além do cumprimento dos compromissos com fornecedores, prestadores de serviços e funcionalismo. 

 

AMM vai ajudar 

com ações na Justiça 

O presidente da Associação Mineira de Municípios – AMM –, Julvan Lacerda, prefeito de Moema, disse esta semana que o governo de Minas não se pronunciou oficialmente sobre o atraso do repasse do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS. Porém, segundo ele, a versão extraoficial é que o Estado usou o dinheiro com o custeio da máquina. O advogado e assessor jurídico da AMM, Wenderson Siqueira, afirmou que a entidade ajuizará ações para as cidades. 

 

A Feira de Artesanato do Projeto Servir – Centro de Geração de Renda – da Secretaria de Assistência Social de Mateus Leme, terá início no dia 18 e vai até o dia 22 de dezembro. A mostra, aberta ao público, será na sede do programa, localizada na rua Miguel Alves da Silva, nº 890, Centro, das 08h às 17h.

Estarão disponíveis itens como panos de prato pintados, bonecas, patchwork, crochê e capitonê. Os recursos oriundos da venda dos produtos são destinados à aquisição de materiais utilizados no próprio Projeto Servir.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – Proerd - formou 216 alunos de quatro escolas da rede municipal de ensino de Mateus Leme. A cerimônia foi no Poliesportivo das Obras Sociais da Paróquia de Santo Antônio – Ospasa -, na manhã desta quarta-feira, 06, e reuniu centenas de pessoas entre estudantes, pais e professores. É a segunda solenidade de entrega dos certificados do ano realizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, e pela Polícia Militar. A iniciativa tem o objetivo de mostrar à meninada na faixa etária entre 10 e 12 anos de idade os males causados pelo uso de tóxicos e envolvimento com o mundo do crime. 

“A prevenção deve começar cedo, quando da tenra idade em que os meninos e meninas já distinguem o certo e o errado. Parabéns aos estudantes que se comprometeram a ficar longe dos entorpecentes”, discursou o prefeito Júlio Fares. A autora da melhor redação sobre o tema estudado nas aulas do Proerd ganhou uma bicicleta. Participaram dessa edição as escolas municipais Helen Jaqueline de Souza, Dona Ailza Maria de Jesus, Judith Abreu Oliveira e Manuel Braz.

 

A concessionária da MG-050 concluiu no fim da tarde de quinta-feira, 30, as obras de duplicação da estrada, no perímetro urbano de Mateus Leme. Com isso, foi liberado o tráfego de veículos do Km 66,9 ao 69,1. As intervenções tiveram início em 2012 e a previsão de entrega, na época, era para 2015, conforme o primeiro cronograma estabelecido pela empresa junto ao governo de Minas Gerais. No entanto, o pacto não foi cumprido e o atraso motivou muitos transtornos e prejuízos para moradores das localidades às margens da rodovia e comerciantes. Além disso, em vistoria feita na semana passada, o prefeito Júlio Fares, acompanhado de equipe técnica, detectou diversas inconformidades deixadas ao fim dos trabalhos.

Foram contemplados 2,2 quilômetros de duplicação e outros 5,2 de vias marginais e dispositivos de retorno que fica entre os Km 67,3 e 69,4, uma passagem inferior de pedestres, um viaduto para travessia sob a avenida Padre Vilaça, no Km 68,3 e três passarelas nos Kms 67,4, 67,9 e 68,8. Segundo a concessionária, a obra neste trecho da rodovia permite que a capacidade de fluxo seja ampliada, o que vai reduzir significativamente o tempo gasto no trajeto. Pelo local passam, em média, 18 mil motoristas por dia.

Vistoria mostra necessidade de adequações

Na quinta-feira, 30, dia estabelecido em novo cronograma para entrega das obras da MG-050 no trecho que corta Mateus Leme, o prefeito Júlio Fares percorreu todo o trajeto da rodovia no perímetro da cidade, com o objetivo de fiscalizar o trabalho feito. A vistoria terminou com a confirmação de diversas irregularidades e, diante do resultado, a administração municipal elaborou dois relatórios, encaminhados no mesmo dia à Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas – Setop -, junto a um  pedido de providências para as várias inconformidades detectadas, inclusive, devido à falta de reparos para os danos causados às vias públicas.

 

Causou repercussão na Região Metropolitana de Belo Horizonte – RMBH, o caso de uma égua encontrada amarrada na região da Várzea das Flores. O animal apresentava diversos ferimentos e, em vários deles, havia até larvas. Ela foi localizada por pescadores e a Organização Não-Governamental – ONG – Asas e Amigos, de Juatuba, fez o resgate e iniciou o tratamento, viabilizado por doações. 

De acordo com o relato do diretor da entidade, Felipe Queiroga, o bicho estava magro e desidratado, mas começou a se recuperar rápido, graças ao apoio da comunidade. “Foram feitos curativos e aplicados medicamentos. Ela tinha um inchaço muito grande na região dos olhos, então, temos que esperar para um diagnóstico preciso”, comentou.

Assaltos em ônibus intermunicipais que passam por Juatuba e Mateus Leme não são raros. Com freqüência, os criminosos fazem com que usuários do transporte coletivo, motoristas e cobradores vivenciem momentos de pânico, e em muitos casos conseguem fugir, normalmente pelo matagal, sem deixar pistas. 

Mas, uma ação no fim da semana passada não terminou bem para o autor de um roubo a passageiros da Viação Itaúna. Depois de roubar diversas pessoas, o menor M.B.G.P. foi apreendido em flagrante por um policial militar que estava no veículo. O agente solicitou o apoio no quartel, que encaminhou as guarnições para suporte na operação. O adolescente portava uma réplica de arma de fogo. Com o dinheiro das vítimas recuperado, a corporação encaminhou o rapaz à Delegacia Regional, em Betim, para as devidas providências.

 

A Polícia Militar de Juatuba prendeu um homem acusado de furtar duas farmácias em Juatuba. De acordo com as informações repassadas à corporação, por meio de contato telefônico, a primeira ação do indivíduo foi na loja da Droga Rede e, em seguida, ele partiu para a Drogaria Popular. Em contato com os gerentes dos estabelecimentos, a PM teve acesso às câmeras de segurança, visualizando os atos criminosos e também as características do bandido, que foram repassadas, via rede de rádio, para as demais guarnições. Em patrulhamento, as equipes conseguiram localizar e abordar S.V.C., que portava os produtos roubados. 

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais – ALMG – realizou debate sobre o descontrole da população de animais e proliferação de zoonoses. Durante a audiência, o Ministério Público apresentou uma recomendação à Associação Mineira de Municípios – AMM – para que a entidade oriente os associados a conferir atenção especial às questões ambientais e ao tratamento conferido aos bichinhos. 

O documento, elaborado pelo Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente – Caoma - e pelo Grupo Especial de Defesa da Fauna – Gedef -, contém diretrizes para que as prefeituras adotem medidas, tais como incluir nas leis orçamentárias os pontos necessários ao implemento efetivo de políticas públicas capazes de resguardar os animais, considerando tanto a saúde pública quanto o bem-estar. Para a elaboração desses projetos, deverão ser ouvidas as organizações não-governamentais.  

Além disso, os gestores públicos municipais deverão ser alertados para que implementem programa de manejo humanitário e efetivo de cães e gatos em área urbana, conforme a Lei Estadual nº 21.970/2017. Entre as ações a serem desenvolvidas estão: a conscientização da população acerca de conceitos de guarda responsável; o registro e controle; a esterilização cirúrgica massiva; além da fiscalização e monitoramento de pessoas físicas e jurídicas que  comercializam os bichos. 

 

Número elevado 

 

No Brasil, 44,3% dos domicílios das áreas urbanas e 65% das áreas rurais contam com pelo menos um cão, em contraste com o número de crianças, que, nas cidades, não passa de 38,1%. Ou seja, de modo geral, há mais animais de estimação do que meninos e meninas nos lares brasileiros. Os dados são resultantes de pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE -, em 2015. E foram apresentados no último dia 27 de novembro.

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE