Segunda, 23 Abril 2018

A partir de 03 de abril, moradores das cidades que ficam às margens da MG-050 recebem o projeto Cine na Via, idealizado pela Cepar Cultural e viabilizado por patrocínio, obtido por meio da Lei Rouanet. Mateus Leme está entre os municípios contemplados, no entanto, os locais e datas de exibições dos filmes, que chegam primeiro a São Sebastião do Paraíso e Passos, ainda não foram divulgadas. 

Em uma carreta especialmente adaptada e transformada em uma sala de cinema, o entretenimento e a diversão são garantidos gratuitamente. Cada cidade receberá a ação durante dois dias, com cinco sessões diárias, quatro delas reservadas a alunos das escolas municipais selecionadas pelas prefeituras.  Haverá distribuição de pipoca e refrigerante. 

A atração comporta 91 pessoas por sessão e é equipada com sistema de som e imagem digital. A estrutura inclui banheiros, gerador de energia próprio, além de saídas de emergência que, de acordo com os organizadores, atendem a todas as exigências de segurança. O projeto Cine na Via tem como objetivo a propagação da cultura e do lazer, ampliando a visão de mundo de jovens e adultos por meio da magia da Sétima Arte. 

 

A Feira Mineira de Iniciação Científica – Femic – em Mateus Leme chega à segunda edição em 2018 e o prazo para inscrições de projetos já está aberto. A iniciativa tem como objetivo incentivar os jovens pesquisadores.  “A ideia é popularizar a ciência e promover o intercâmbio entre alunos e educadores que já investigam e desenvolvem trabalhos na área. A expectativa é de crescimento de 50% no número de participantes”, afirma Fernanda Aires Guedes, professora da Universidade do Estado de Minas Gerais – Uemg -, da rede estadual de ensino e coordenadora da mostra.  

A Femic realizará, ainda, na Pousada Morada do Rei (Rua Evaristo de Martins, 99, bairro Central, Mateus Leme), atividades integradas, como palestras, oficinas, minicursos, entre outras. Segundo Fernanda Aires, haverá novidades. 

“Vamos inovar em ações contínuas para docentes e discentes, com ênfase na formação humana integral. Será uma mostra voltada para o empoderamento das crianças e jovens para a ciência, tecnologia e inovação. Um evento que vai além da apresentação de trabalhos, mas que privilegia a diversidade e o compartilhamento de ideias”, destaca.

Os interessados devem realizar o cadastro até 25 de maio, pela internet (www.femic.com.br/p/i.html).  Podem se inscrever estudantes e professores da educação básica, da Educação de Jovens e Adultos – EJA -,  de cursos profissionalizantes e técnicos, em escolas públicas e privadas. 

 

Incentivo às pesquisas

 

Iniciativa independente de professores-pesquisadores da cidade de Mateus Leme, a Feira Mineira de Iniciação Científica – Femic - recebeu, na primeira edição, inscrições de 188 trabalhos desenvolvidos por jovens com idade entre quatro e 21 anos, e reuniu 369 estudantes, 87 professores, 38 escolas de educação básica de 23 cidades de seis estados brasileiros.

A mostra é realizada pela Associação Mineira de Iniciação Científica – Ampic - e pelo Núcleo de Educação e Pesquisa em Educação, Meio Ambiente e Saúde – Nemas - da Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais - FaE-Uemg -, em parceria com a Prefeitura de Mateus Leme. Para mais informações está disponível o site www.femic.com.br e o endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

 

Já está nas mãos dos vereadores de Mateus Leme o projeto de lei, encaminhado à Câmara pelo Executivo, com o objetivo de regulamentar os vencimentos dos professores da rede municipal de ensino, em conformidade com o piso nacional. A proposta, em fase de análise nas comissões da Casa, eleva os salários da categoria de R$ 1.335,06 para R$ 1.534,59, valor proporcional ao pago em todo o país e referente à jornada cumprida na cidade, de 25 horas semanais. Para os demais profissionais do magistério, lotados na educação básica, o reajuste é de 14,94%. A previsão é de que a matéria seja colocada em pauta, para discussão e votação, durante reunião ordinária na próxima semana. 

Os educadores fizeram manifestação no início de março, para cobrar as adequações. Um dia depois, a administração anunciou as providências nesse sentido, por meio de ofício encaminhado pelo prefeito Júlio Fares aos representantes da classe. De acordo com o comunicado, o aumento foi possível depois de diversas reuniões e estudos. O governo negou que a medida tenha sido adotada devido ao movimento, com paralisação parcial das atividades pelos servidores. 

 “A administração se posicionou oficialmente, ao longo das últimas semanas, adiantando que divulgaria detalhes sobre a recomposição nesta data. Ainda sobre as manifestações, informo que tenho o maior respeito, porém, lamento a realização na véspera do acordado para a divulgação do índice”, frisou o chefe do Executivo, na ocasião. 

 

Será neste sábado, 24 de março, às 09h30, a cerimônia de posse da diretoria do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juatuba – Sindserj. Os novos dirigentes da entidade, que terá como presidente, a partir de agora, Geraldo Ricardo de Lima, foram eleitos em 1º de março, após período de intervenção judicial, devido a denúncias de irregularidades praticadas no passado.

A gestão começa com discussão de vários temas de interesse do funcionalismo, logo depois da solenidade. Entre os assuntos na pauta de assembleia prevista para terça-feira, 27, estão a negociação salarial; redução da carga horária dos monitores, agentes de saúde e administração; adequação da jornada do professor da educação básica e insalubridade. A previsão é de que sejam debatidos também a revisão das perdas dos direitos após 2006; cartão-alimentação; contratação de técnico de segurança do trabalho; fornecimento de lanche para todos os servidores; plano de carreiras e pagamento de progressões. Outro destaque é a criação de comissão para a reforma estatutária.

Geraldo Ricardo assume a presidência com o desafio de restabelecer a confiança dos funcionários do Município no sindicato, após escândalos e acusações de fraudes em documentos, que, envolvendo as lideranças anteriores, foram até parar na Justiça. O mandato da antiga diretoria terminou em 31 de dezembro de 2017. Seis meses antes, deveria ter sido convocada a eleição. No entanto, isso não foi feito e o ano acabou sem a definição das lideranças da entidade, responsável por defender os interesses dos funcionários da Prefeitura e Câmara. A situação foi levada à Justiça, com pedido de providências legais para solução da pendência. Em 19 de janeiro, o juiz Eudas Botelho determinou intervenção no Sindserj e o prazo para a realização do pleito.

 

O Executivo e o Legislativo de Juatuba anunciaram que vão trabalhar juntos para reduzir a demanda reprimida por assistência médica na cidade. A medida é uma resposta dos dois poderes aos entraves causados pelo governo do Estado, que não tem cumprido os compromissos com o Município em relação às pactuações na área da Saúde. O mesmo problema é enfrentado por gestores de todo o país e, em Minas Gerais, a situação já motivou muitos protestos, principalmente a partir de meados do ano passado, quando os atrasos dos repasses ficaram mais frequentes. 

Em dificuldades para manter os procedimentos cirúrgicos de média e alta complexidade, a Prefeitura uniu forças com a Câmara e busca soluções. Juatuba tenta uma parceria com o Hospital Evangélico, em Belo Horizonte, e com o Regional de Betim, visando a criação de uma rede para acelerar os atendimentos. No perfil que mantém no Facebook, a prefeita Valéria Aparecida dos Santos afirmou que a expectativa é “zerar” a fila de espera. 

“Muito agradecida ao deputado estadual João Vítor Xavier por abrir as portas do Hospital Evangélico para que possamos realizar um mutirão de cirurgias para nosso povo. Fomos muito bem recebidos pelo presidente Euler Borja (Major) e sua equipe maravilhosa. Tenho a certeza que os pacientes serão atendidos com muito carinho. Agradeço o apoio do Legislativo e dos servidores do Município”, afirmou. 

A chefe do Executivo de Juatuba se reuniu ainda com o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, que também usou a rede social para destacar a importância dessa junção. “É fortalecendo trabalhos em conjunto e trocando experiências que vamos garantir o desenvolvimento de nossas cidades e de toda a nossa região”, disse ele. 

As despesas referentes às operações serão pagas com recursos próprios de Juatuba e emendas de custeio, destinadas por João Vitor Xavier e pelo deputado federal Luís Tibé. Além disso, a Prefeitura vai contar com montante proveniente da devolução de parte do duodécimo pela Câmara, a partir do pacote de medidas para economia na Casa, já implementado desde o ano passado pelo presidente Kellissander Saliba, o Ted. 

 

Em novas operações para intensificar o combate à criminalidade em Mateus Leme, a Polícia Militar apreendeu, nos últimos dias, armamento e drogas. Durante patrulhamento, na sexta-feira, 16, uma equipe avistou três indivíduos em atitudes suspeitas e, ao abordá-los, localizou um revólver, nove munições, dois pinos de cocaína e três porções de maconha, além de R$ 60 em dinheiro. O trio foi preso. 

Em continuidade ao trabalho, a corporação recebeu informações sobre o paradeiro de um elemento acusado de assassinato. A guarnição compareceu ao local citado na denúncia e encontrou, com ele, uma carabina calibre 28, seis munições .28 e outras cinco .22. 

 

O governo de Minas Gerais lançou o prêmio Empresa Inclusiva, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social – Sedese, para valorizar as organizações que favorecem a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho. A proposta visa estimular o cumprimento das cotas previstas em lei federal e voltadas a esse público.

O Estado quer identificar, reconhecer e premiar os empresários que desenvolveram políticas e práticas para o ingresso dos portadores de deficiências no organizacional, valorizando as iniciativas de inserção. O projeto prevê ainda o mapeamento, divulgação, incentivo às boas práticas e melhorias nos processos de gestão.

A premiação foi dividida em três categorias: empreendedor individual com deficiência; pequenas e médias empresas, destinada àquelas que possuem até 99 funcionários; e grandes, que são as com mais de 100 colaboradores.

 

Inscrições

 

O foco do concurso são as organizações com CNPJ nas cidades de Belo Horizonte, Região Metropolitana e no Colar Metropolitano. Empresas e empreendedores do interior também poderão participar, mas deverão enviar correspondência para o endereço eletrônico O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo., informando o interesse.

As inscrições serão realizadas até o dia 05 de abril, na página da Sedese. No site, deverá ser preenchido um formulário com dados cadastrais e outras informações sobre os responsáveis pela empresa e ainda a relação e contato dos funcionários com deficiências. Ao se cadastrarem, os concorrentes possibilitarão a criação de um banco de dados, cujas informações serão disseminadas e veiculadas, para incentivo às boas práticas de inclusão produtiva.

 

Avaliação

 

As participantes passarão por uma comissão julgadora, que observará a existência e o alcance de práticas de inclusão a partir da gestão estratégica e de recursos humanos, estrutura de carreira e acessibilidade. Ao final da seleção, serão escolhidas cinco práticas, projetos e políticas de inclusão de cada uma das categorias.

As três melhores receberão um certificado, comprovando a contribuição para inclusão da pessoa com deficiência e para o desenvolvimento social. A divulgação do resultado está marcada para dia 20 de junho, pelo site na Sedese, data também da premiação. As cinco primeiras colocadas em cada categoria terão o relato publicado e as três práticas premiadas serão apresentadas em evento público promovido pelo Estado.

 

O Legislativo de Mateus Leme abriu, nesta semana, a Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI -, com o objetivo de averiguar os serviços prestados ao Município pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais – Copasa. O requerimento, iniciativa do vereador Cristiano de Oliveira, foi apresentado em atendimento às inúmeras reclamações em relação ao trabalho da estatal na cidade. Ele vai presidir a CPI, que terá José Ronaldo como relator e José Edson dos Santos, o “Edinho do Som”, na composição. 

A medida visa apurar diversas denúncias feitas contra a empresa, alvo de manifestações de desagrado dos consumidores. As queixas, que se arrastam há tempos, motivaram Cristiano de Oliveira a iniciar os procedimentos, com foco na busca de soluções para os problemas apontados, ainda em 2017. Recentemente, as queixas da Associação de Moradores de Azurita, uma das comunidades mais prejudicadas, pela falta de abastecimento e qualidade duvidosa do líquido que chega às torneiras, impulsionaram o processo. 

Além do aspecto turvo da água fornecida, por longos períodos, à população de várias regiões da cidade e, especialmente de Azurita, que sofre também com a falta do recurso, às vezes por dias seguidos, outra possível irregularidade a ser verificada é referente à cobrança da taxa de esgoto, que em diversos pontos é apenas coletado, sem a cobertura de 100% do tratamento. Desde agosto do ano passado, a tarifa é de 90% do valor do consumo mensal. Há denúncias de que a concessionária continua a despejar dejetos nos ribeirões. Também é alvo de questionamento a falta de manutenção da pavimentação das ruas, após obras realizadas pela estatal. 

 

A Companhia de Energética de Minas Gerais – Cemig – abriu inscrições para o Programa de Estágio 2018. Ao todo serão oferecidas 193 vagas, sendo 110 para nível superior e 83 no médio técnico. Os interessados podem se candidatar até o dia 1º de abril, pela internet, na página da Agência de Integração Empresa Escola – Agiel. O endereço é www.agiel.com.br.

A previsão é de que os aprovados iniciem as atividades junho, com um contrato de dez meses e jornada de quatro horas por dia. Os selecionados receberão bolsa de complementação escolar, que varia entre R$ 954,00 e R$ 1.144,80, dependendo da graduação, além de vale-transporte.

No caso de nível superior há oportunidades em Juatuba, Belo Horizonte, Contagem, Uberlândia, Governador Valadares, Montes Claros e Sete Lagoas. Nível técnico, além das cidades já citadas, também há vagas para Varginha, Uberaba, Passos, São João Del Rei, Paracatu, Patos de Minas, Pouso Alegre, Juiz de Fora, Ipatinga, Divinópolis, Barbacena e Lavras. 

Em Juatuba o estágio será feito em Francelinos. Além dos universitários de Engenharia Química, também poderão concorrer alunos dos cursos técnicos em Segurança do Trabalho e Eletrotécnica.

 

Quem pode concorrer

 

No caso do estágio de nível superior, o candidato deve estar matriculado e frequentando o penúltimo ou último ano do curso. Para o técnico, serão considerados aptos alunos prestes a se formar ou que já tenham concluído e precisem do estágio para obtenção do certificado.  

 

Provas online

 

Após realizar a inscrição, o candidato terá que responder imediatamente a uma prova online de conhecimentos gerais e atualidades. Os aprovados nessa etapa deverão enviar, por meio eletrônico, os documentos comprobatórios. Os que tiverem a melhor classificação serão convocados para uma entrevista técnica, conforme os critérios estabelecidos no regulamento do Programa de Estágio Cemig 2018. 

 

Foi inaugurada na manhã de sábado, 17, a Unidade Básica de Saúde José Francisco das Graças, em Sítio Novo. A atual administração retomou a construção em 2017, garantindo, a partir deste ano, a melhoria dos atendimentos a aproximadamente 1.200 moradores do distrito e bairros adjacentes. 

A nova UBS oferece consultas, exames Pré-Natal e preventivo, puericultura, coleta de sangue, nebulização. Além disso, serão disponibilizadas vacinas e atendimento às mães e crianças, desde a gestação, curativos, medicamentos e preservativos. O prédio conta ainda com sala para fisioterapia. A equipe é composta por médico, enfermeiro e técnico em Enfermagem. O endereço é rua José Gaudêncio de Souza, 240. 

Durante a cerimônia de inauguração, o prefeito Júlio Fares destacou a importância da entrega desse imóvel à comunidade, como forma de ampliar e humanizar os serviços prestados pelo Município.  “É uma satisfação muito grande garantir mais conforto às famílias que antes estavam recebendo assistência em um lugar provisório, sem muita comodidade. É, sem dúvida, mais uma grande conquista”, comentou o chefe do Executivo. 

 

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE